Polícia do Rio desobedece STF e realiza chacina com 25 mortos na favela do Jacarezinho no Rio

Ação da Polícia Civil no Jacarezinho, na Zona Norte do Rio, deixou 25 pessoas mortas até o início da tarde desta quinta-feira (6). Segundo a deputada estadual fluminense Renata Souza (PSOL), "podemos ter no Jacarezinho a maior chacina desde as chacinas de Vigário Geral e do Complexo do Alemão"

(Foto: Reprodução/TV Globo)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Naquela que pode ser a maior chacina desde as chacinas  de Vigário Geral (1993, 21 mortos) e do Complexo do Alemão (2007, 19 mortos), a Polícia Civil matou 24 pessoas na favela do  Jacarezinho, na Zona Norte da cidade do Rio - um policial morreu. A operação desrespeitou decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu a realização de operações policiais nas favelas durante a pandemia.

De acordo com o site G1, outras duas pessoas teriam ficado feridas ao serem atingidas no interior de um vagão da linha 2 do metrô. Segundo a plataforma digital Fogo Cruzado, o número de mortos desta quinta-feira (6) é o maior já registrado durante uma operação policial desde julho de 2016, quando este tipo de levantamento foi iniciado. 

Moradores do Jacarezinho saíram às ruas para protestar contra a chacina e denunciar abusos policiais.

PUBLICIDADE

Confira as postagens.  


PUBLICIDADE

 

 

 

PUBLICIDADE


 

 


 

 

 

 

 Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email