CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sudeste

Uso de câmeras nos uniformes pode explicar queda de 45% nas mortes em confrontos no RJ

Foram registrados 57 casos, o menor número do índice desde 2016

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil | Reprodução/TV Globo)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O primeiro mês de 2024 teve redução de 45% nas mortes por intervenção de agentes do estado do Rio de Janeiro, em comparação com janeiro do ano passado, de acordo com Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).  Foram registrados 57 casos, o menor número do índice desde 2016. Segundo o levantamento, o Batalhão de Operações Especiais (Bope), que desde 8 de janeiro passou a utilizar câmeras corporais, fez o menor número de operações no mês desde 2021. As informações são do jornal O Globo.

Análise do Ministério Público no âmbito da ADPF 635, que agrega locais e unidades das polícias que fazem operações em favelas do Rio, revela que, em janeiro, o Bope fez oito operações. Em 2023, a tropa de elite da Polícia Militar participou de 12 incursões — em 2021, ainda na pandemia, foram nove. No total, as operações policiais, segundo o controle do MPRJ, caíram de 132 em janeiro de 2023 para 89 em janeiro deste ano: redução de 32,6%.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Já São Paulo segue na contramão. Sem citar qualquer estudo científico, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) afirmou que não vai investir na implementação de mais câmeras no uniforme de policiais militares e que os equipamentos não protegem os cidadãos. 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO