CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Sul

Deputados têm emenda para garantir 8,17% de reajuste aos professores, diz blog

Um 'grupo suprapartidário' de parlamentares já tem pronto um substitutivo (emenda) ao projeto de Beto Richa (PSDB), que concede em 2015 apenas 3,45% de reajuste na data-base dos servidores do executivo; a informação é do Blog do Esmael; o novo texto coletivo prevê a reposição inflacionária de 8,17% para todo o funcionalismo ainda este ano, conforme determina a lei; a APP-Sindicato negou que tivesse firmado acordo com os parlamentares governistas pela votação dos 3,45%; ou seja, caminha-se para o "tudo ou nada"

Um 'grupo suprapartidário' de parlamentares já tem pronto um substitutivo (emenda) ao projeto de Beto Richa (PSDB), que concede em 2015 apenas 3,45% de reajuste na data-base dos servidores do executivo; a informação é do Blog do Esmael; o novo texto coletivo prevê a reposição inflacionária de 8,17% para todo o funcionalismo ainda este ano, conforme determina a lei; a APP-Sindicato negou que tivesse firmado acordo com os parlamentares governistas pela votação dos 3,45%; ou seja, caminha-se para o "tudo ou nada" (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Blog do Esmael - O Blog do Esmael soube que um 'grupo suprapartidário' de parlamentares já tem pronto um substitutivo (emenda) ao projeto de Beto Richa (PSDB), que concede em 2015 apenas 3,45% de reajuste na data-base dos servidores do executivo.

O novo texto coletivo prevê a reposição inflacionária de 8,17% para todo o funcionalismo ainda este ano, conforme determina a lei.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Portanto, tudo indica que o líder do governo Luiz Claudio Romanelli (PMDB) e o presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), serão "chifrados" pelos colegas nas sessões seguintes da Assembleia Legislativa.

Aliás, a APP-Sindicato deu a senha ontem (11) ao negar que tivesse firmado acordo com os parlamentares governistas pela votação dos 3,45%. Ou seja, caminha-se para o "tudo ou nada".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Ou o governador paga os 8,17% que deve ou os servidores nada querem porque não aceitam esmola parcelada, pois, entendem, com orgulho também se constrói o futuro de uma Nação.

Com o governo Beto Richa praticamente todo preso, na cadeia, os deputados acreditam que o momento é agora para impor, via parlamento, uma vontade das ruas em favor do magistério e do funcionalismo público paranaense.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os servidores do judiciário já conquistaram 8,17% para este ano em parcela única, mas o projeto também precisa ser votado pela mesma Assembleia que vem negando esse índice idêntico aos professores e demais funcionários do executivo.

O que encorajou os deputados dissidentes do "pacto de sangue" a apresentar emenda ao projeto do Palácio Iguaçu tem a ver com "falhas insanáveis" no texto. Segundo eles, a mensagem que teve a constitucionalidade aprovada na última quarta-feira, dia 10, concede menos de 3,45% de reajuste na data-base ante o prometido pelo governo do estado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO