Ciro, Simone e Soraya têm que fechar com Lula

"É o que o Brasil e o mundo esperam deles", diz Solnik

www.brasil247.com - Debate dos presidenciáveis na TV Globo 29/09/2022
Debate dos presidenciáveis na TV Globo 29/09/2022 (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)


Era quase consenso que a maior ameaça à democracia seria um golpe de estado liderado por Bolsonaro. Mas as urnas revelaram uma ameaça maior que essa: a reeleição. 

Não importa discutir se as pesquisas enganaram os eleitores ou os eleitores enganaram as pesquisas. Os números de Lula, por sinal, batem com elas. Bolsonaro é que ficou muito acima. Eleitores de Ciro migraram para ele e não para Lula na reta final, desidratando Ciro, que teve 3%.

O fato é que Lula e Bolsonaro vão para um segundo turno imprevisível. E o futuro da democracia está em jogo.

Lula tem uma frente de 6 milhões de votos. Simone, mais Ciro, mais Soraya tiveram, juntos, 9 milhões. Ciro já deu sinais de que pode repensar sua decisão de não apoiar Lula no segundo turno. Simone e Soraya foram, em todos os debates, as maiores algozes de Bolsonaro. 

Agora que a ameaça de destruição de tudo o que foi construído desde 1985 fica maior, é imperativo que esses três defensores da democracia cerrem fileiras com Lula. 

Não há mais espaço para tergiversações. 

É o que o Brasil e o mundo esperam deles.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247