CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Ivan Rios avatar

Ivan Rios

Sindicalista, historiador, crítico de cinema, escritor, membro do Comitê Baiano de Solidariedade ao Povo da Palestina, graduando em Direito, militante dos Movimentos de Promoção, Inclusão e Difusão Cultural no Estado da Bahia

11 artigos

blog

DUNA 2: o filme que é um Hino (involuntário) à causa Palestina

Após tal constatação a obra não será mais percebida fora dessa realidade concreta…

"Duna 2" (Foto: Divulgação/Warner Bros)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

A análise crítica aqui apresentada é exclusivamente entre o filme "Duna 2" e o "status quo" da resistência do povo palestino. Assim como os fremen e os harkonnen na obra de ficção, o povo palestino luta para reivindicar seu direito à vida, à terra e à liberdade contra a ideologia sionista do Estado de Israel, que exerce seu poder hegemônico, truculento, desproporcional e assassino, na representação de Netanyahu e seus apoiadores (notadamente os EUA).

Ao que tudo indica, a indústria cinematográfica hollywoodiana, através dos estúdios da Warner Bros, conseguiu produzir involuntariamente uma obra sem precedentes, na exata dimensão e representação da heroica resistência do povo palestino. Assim como na realidade, os fremen lutam há décadas pela sobrevivência e dignidade de seu povo, subjugado pelo domínio hediondo dos harkonnen. Desta forma, "Duna 2" e a luta do povo palestino compartilham paralelos notáveis. Se fosse intencional, não sairia tão perfeito...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Realidade e ficção retratam histórias de povos oprimidos, lutando contra forças dominantes para reivindicar seus direitos e lutar pela sobrevivência e por dignidade. Os fremen enfrentam adversários poderosos que buscam controlar seu território e recursos. Da mesma forma, o povo palestino busca a autodeterminação e o fim da ocupação israelense. Ambas as histórias destacam a importância da resistência e da união na luta pela liberdade.

Na obra cinematográfica, Paul "Muad’Dib" (Usul), o protagonista de "Duna 2", une-se aos fremen em sua luta pela liberdade. Podemos associar a linguagem figurativa de tal personagem não apenas como um “salvador” ou “predestinado”, mas com a tão sonhada união dos povos islâmicos em defesa da causa Palestina, ou ainda (e para além) em defesa de um ideal maior, comum entre os povos, superando, como no filme, suas diferenças locais e político-tribais. Destacando aqui uma mensagem simbólica muito clara e forte, quando estes descobrem o seu potencial (inclusive o de destruição do adversário).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De igual forma, por equiparação, a política assassina, truculenta, com emprego desproporcional da violência, coloca o “modus operandi” sionista na exata posição dos harkonnen. Assim como as figuras que representam o regime opressor exercem controle e opressão sobre um povo, a ocupação de Israel na Palestina e a dominação dos harkonnen em Arrakis (terra dos fremen) se transformam em evidente paralelo comum.

Até mesmo a rivalidade entre os harkonnen, muito bem pontuada no filme, se assemelha à conduta dos estados defensores da política sionista. Eles se respeitam por mera conveniência, mas, se necessário for, se rivalizam dentro da disputa sórdida pelo poder, desconsiderando qualquer sorte de reciprocidade ética.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Duna 2", embora seja uma obra de ficção, ecoa a realidade vivida pelo povo palestino. A luta do povo palestino e dos fremen são histórias de resistência, determinação e busca pela liberdade. Ambos mostram que, apesar das adversidades, a esperança e a resistência prevalecem. Assim, magistralmente, "Duna 2" serve como um poderoso símbolo da luta do povo palestino e um hino à sua causa. Certamente, os sionistas vão enlouquecer quando se derem conta de tamanha e arrebatadora semelhança.

FICHA TÉCNICA DO FILME:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Título Original: Dune: Part Two (Duna: Parte Dois)

Ano de Produção: 2024

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Direção: Denis Villeneuve

Roteiro: Denis Villeneuve, Jon Spaihts, Eric Roth, Craig Mazin

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Data de Estreia: 29 de fevereiro de 2024 (Brasil)

Duração: 165 minutos

Gêneros: Aventura, Drama, Ficção Científica

País de Origem: Estados Unidos da América

Distribuidora: Warner Bros

Elenco: Timothee Chalamet, Rebecca Ferguson, Zendaya, Josh Brolin, Florence Pugh, Austin Butler, Christopher Walken, Javier Bardem, Lea Seydoux, Souheila Yacoub, Stellan Skarsgard, Dave Bautista

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO