Hipocrisia e oportunismo

"Se, diante da irresponsável divisão da esquerda, acontecer o improvável e um candidato do campo vencer as eleições, não se iludam, no dia seguinte terá que procurar o Centrão para compor maioria no Congresso e governar. Perdemos o Centrão para o PSDB pela incapacidade de nos unirmos e formarmos um pólo", diz o colunista Ricardo Cappelli; "O ataque ao Centrão é choro de mau perdedor. Tem cheiro de hipocrisia e oportunismo, dos brabos"

Hipocrisia e oportunismo
Hipocrisia e oportunismo (Foto: Esq.: em cima (Stuckert); embaixo (Adriano Machado-Reuters))

Lula e Dilma governaram com o Centrão. Ciro fez de tudo para ter o grupo ao seu lado. O PT, até a véspera, ainda lutava para ter o apoio do PR de Valdemar Costa Neto. Alckmin acabou ganhando a parada.

Que professores universitários, acadêmicos e filósofos escrevam contra o Centrão é compreensível. O que estranha é gente da política fazendo bravatas. A política é a arte da guerra. Não é uma disputa de declarações de intenções, de sofismas descolados da correlação de forças objetiva do campo de batalha.

Lula não governou com o Centrão por opção. Fez porque precisava. A esquerda soma pouco mais de 100 deputados. O glorioso MST possui quantos? Os ruralistas, dizem, chegam a 200 cadeiras na Câmara Federal.

Se, diante da irresponsável divisão da esquerda, acontecer o improvável e um candidato do campo vencer as eleições, não se iludam, no dia seguinte terá que procurar o Centrão para compor maioria no Congresso e governar. Perdemos o Centrão para o PSDB pela incapacidade de nos unirmos e formarmos um pólo.

O ataque ao Centrão é choro de mau perdedor. Tem cheiro de hipocrisia e oportunismo, dos brabos. É coisa de quem nega a política, de quem se preocupa apenas com seus mandatinhos e não vê problema em entregar o poder real a direita. A vida do povo, como fica? "Vão dançar a ciranda do desemprego de sandália e bambolê em alguma praça cheirosa", claro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247