Os patriotas e o relatório que não deu em nada

Dona Orcilvânia já estava há 9 dias acampada em frente ao quartel à espera de um milagre que fizesse o resultado das eleições em seu país ser anulado

www.brasil247.com - Foto: Mário Adolfo Filho
Foto: Mário Adolfo Filho


Dona Orcilvânia, 72 anos de idade, viúva, beneficiária da pensão do seu ex-cônjuge militar, avó de 3 netos e olheira da vida alheia no condomínio em que morava na Cascatinha, bairro de classe média alta da cidade, já estava há 9 dias acampada em frente ao quartel da 4ª Brigada de Infantaria do Exército, em Juiz Fora, à espera de um milagre divino que fizesse o resultado das eleições em seu país ser anulado. Abrigada em uma barraca com mais 30 patriotas igualmente septuagenários, otimistas e confiantes em uma reviravolta nas urnas, ela estava certa de que o relatório das Forças Armadas constataria a fraude que os bolsonaristas tanto esperavam para declararem a vitória de Jair, o Messias enviado pelo deus criado em suas mentes para libertar a nação do comunismo.

Orcilvânia comentava com Nair, sua vizinha de condomínio e auxiliar de fofoca:

- Tenho fé em nosso senhor Jesus Cristo que aquele esquerdista dos infernos não vai assumir a presidência desse país. O meu Jejum de 72 horas vai funcionar. Deus é conosco!

Nair, tão religiosa quanto, já estava de joelhos há dois dias e pretendia completar 72 horas na mesma posição:

- Eu já estou com os meus joelhos sangrando, mas eu só fico de pé quando o General Heleno proclamar a vitória do Bolsonaro no relatório.

Seu Gervásio, um ex-auxiliar de agente torturador do DOPS durante a ditadura e atual coach animador de manifestações antidemocráticas, foi ao microfone e atualizou as informações do seu mundo real junto aos barraqueiros patriotas ali presentes.

- Moçada! O General Benjamin Arrola já está de posse do relatório e vai divulga-lo a qualquer momento.

Seu Jurandino, um ex-integrante do esquadrão Le Cocq, famosa organização paramilitar das décadas de 1960 e 1970, que deu origem ao temido esquadrão da morte no Rio de Janeiro, quis saber se a informação era confiável:

- Qual a fonte, meu velho amigo patriota? Não podemos cair em Fake News de infiltrados da esquerda.

Seu Gervásio o tranquilizou:

- A fonte é confiável, nobre patriota. Deu no Twitter do Victor Belfort, aquele capoeirista patriota que ganhou medalha de ouro nas Olimpíadas de Israel.

- Ah! Nesse eu confio - respondeu seu Jurandino, mostrando alívio.

Enquanto os joelhos de dona Nair seguiam na sessão de tortura imposta pelo Coronel Brilhante Ustra que habitava dentro de si mesma, dona Orcilvânia mostrava preocupação com o temporal que se desenhava através das nuvens do céu, que estavam mais carregadas do que o espírito de todos os patriotas que ainda estavam nas ruas pedindo intervenção militar e a anulação das eleições.

- Espero que o relatório saia antes dessa chuva cair. Já quero estar em casa festejando a libertação do Brasil do comunismo, e aguardando o anúncio do novo governo militar que vai comandar o nosso país.

Ao seu lado, dona Lilita, tentava se manter viva sem as doses diárias de losartana que tomava para controlar a sua indisciplinada pressão arterial, enquanto ouvia um sermão de sua filha esquerdista ao telefone:

- Mãe! Para com essa palhaçada e vem cuidar dessa pressão. Depois de velha resolveu trabalhar no circo?

- Só Deus me tira dessa barraca. Eu estou fazendo isso por você, pelos meus netos, pelos filhos e netos dos meus netos. Eu não quero vê-los comendo bife de cachorro no almoço e fumando maconha na hora do recreio na escola.

- A senhora esconde até biscoito em baixo da cama quando os meninos vão passar o final de semana na sua casa, e agora que pagar de preocupada com o que eles vão comer no governo Lula? Me poupe!

- Você é uma ingrata comunista, Estela! Não vê que eu estou lutando pelo futuro do meu país?

- Na sua idade o seu futuro está em outro plano, mamãe. Quer voltar logo pra casa, antes que a senhora enfarte dentro desse manicômio geriátrico?

- Já disse que só Deus me tira daqui – finalizou, batendo o telefone na cara da filha.

Dona Orcilvânia, que ouvia atenta e disfarçadamente a conversa entre mãe e filha, tentou consolar a amiga patriota:

- A gente cria os filhos com todo amor e carinho, para depois eles virarem comunistas. Mas Deus nos dará a vitória, amiga. Espera só mais algumas horas até o relatório das Forças Armadas sair.

Dona Lilita resmungou:

- Essa bosta também não sai logo.

E como fascista de barriga vazia não para em pé e nem tem forças para ficar dias à toa na porta de um quartel à espera de um relatório golpista, um caminhão repleto de comida e bebida doadas por grandes empresários do país, chega ao acampamento dos patriotas:

Seu Gervásio fez o anúncio:

- O rango chegou patriotas. Vamos comer e beber à vontade.

Enquanto dona Orcilvânia e seu Jurandino se desentendiam por conta de uma coxa de frango, dona Lilita erguia a sua quentinha para os céus e agradecia a Deus pelo alimento:

- Obrigada, meu Deus! Que nunca nos falte comida como na Venezuela e que sempre possamos comer carne sem precisar matar os cachorros e os gatos da vizinhança.

Seu Jurandino, mesmo com a boca cheia com a carne da coxa que tinha tomado de dona Orcilvânia, se uniu à oração:

- Livrai-nos do comunismo! Amém!


Após a refeição. É natural que idosos tenham sono e busquem tirar aquela famosa sesta. No entanto, seu Gervásio fez uma advertência ao seu pelotão:

- Nada de tirar cochilo aqui. Estamos em tempo de guerra e soldado não descansa. O nosso presidente pode precisar de nós a qualquer momento.

Seu Gerúndio, 81 anos de idade, duas hérnias de disco, três pontes de safena, fígado e rins transplantados, catarata nas duas vistas e uma prótese peniana, se manifestou:

- Estou aqui cheio de saúde para dar a minha vida por essa pátria.

O telefone de dona Lilita toca novamente:

- O que você quer de novo Estela? Eu já falei pra você que só Deus me tira daqui

- É sobre isso que eu quero falar com a senhora. Parece que Deus quer que vocês parem com essa palhaçada e está mandando um temporal daqueles. Deu agora na previsão do tempo.

- Mentira! A meteorologia brasileira é comunista e está de conluio com a Nasa para fabricar raios e trovões no céu e despejar água por meios de aviões invisíveis, simulando uma tempestade. O Caio Copolla já tinha nos alertado disso.

- Estão servindo chá de cogumelo nessa barraca, mamãe?

- Não me encha mais o saco! Pode chover canivetes que eu não saio daqui.

Mal acabara de desligar o telefone e a Nasa já estava enviando o primeiro trovão do dia, com direito a um peido de susto de seu Gerúndio, que tentou disfarçar:

- É só uma granada de efeito moral que acionou sem querer no meu bolso.

Dona Pretérita, esposa de seu Gerúndio anuncia o resultado do relatório:

- Puta que o paril! Ficamos aqui esse tempo todo para nada. As Forças Armadas disseram que não encontraram nada de ilegal nas urnas.

Seu Gervásio enlouqueceu:

- Vai tomar no ....Tem que ter intervenção nas Forças Armadas. Aquilo lá está virando um antro de comunistas.

Seu Jurandino radicalizou:

- Vamos começar invadindo esse quartel aqui e mostrando que o Exército é do povo.

Os patriotas já iam se animando, quando a chuva começou a cair em gotas tão fortes, que eram capazes de furar a mais resistentes das barracas de acampamento. Dona Orcilvânia sentiu o golpe:

- Meu Deus! Segura essa chuva aí um pouco! Ainda não livramos o nosso país do socialismo.

Dona Lilita também entrou na prece:

- Acalma essa tempestade, senhor Jesus! Nós estamos aqui para defender a sua igreja das garras do aborto, da ideologia de gênero e da liberação das drogas.

Seu Gervásio não sabia rezar, mas quis ajudar:

- Pai-nosso que estás no céu! Santificada seja a vossa vontade, venha a nós o vosso nome, seja feito o vosso reino...

Foi interrompido por dona Pretérita:

- Meu Deus! A nossa barraca está sendo invadida pela água.

Dona Lilita apelou:

- Misericórdia, Jesus!

Dona Orcilvânia iniciou uma ladainha:

- Uma excelência para a virgem da Conceição, para que ela não nos deixe morrer sem confissão. Os anjos do céu todos cantam em seu louvor...

Foi interrompida por Deus. Ou, pelo menos, por mais alguém tentando se passar por ele:

- Hipócritas! Fariseus! Milicianos! Sonegadores de impostos! Adúlteros! Beberrões! Enrustidos! Assinantes do X Vídeos! Raça de víboras! Todo castigo para vocês é pouco!

Seu Gervásio ousou desafiar a Deus:

- Fala isso aqui na minha cara, se você é Deus mesmo?!

Foi advertido por seu Jurandino:

- Melhor não provocar! Se for Deus mesmo ele pode jogar mais merda no ventilador e complicar a gente aqui.

Dona Pretérita também desafiou o todo poderoso:

- Que Deus nada! Isso é pegadinha do Mallandro, aquele outro comunista safado.

A voz seguiu admoestando os baderneiros da 3ª idade:

- Eu deveria mandar é outro dilúvio para recolher vocês todos daí. Eu disse à Pedro que vocês já estavam fazendo hora extra aí embaixo, mas ele me pediu para deixar vocês aí mais um pouquinho que ele se responsabilizaria. E eu já sabia que não ia dar certo.

Alguém da turma dos patriotas vociferou:

- Isso é uma farsa! Esse Deus tem sotaque nordestino.

Deus segue dando uma comida de rabo em geral, sem dó, nem piedade:

- Um monte de gente nas ruas passando fome, pais de família que mesmo trabalhando não têm o que dar de comer aos seus filhos, gente na fila do osso e vocês aí de vagabundagem, comendo e bebendo de graça e pedindo intervenção militar. E depois atacam o padre Júlio Lancelotti por ele distribuir comida para os moradores de rua.

Dona Orcilvânia retrucou:

- Aquele padre é comunista! E essa voz deve ser a do deus de Cuba.

Quando ameaçavam se unir para protestar contra Deus, a barraca desaba sob um forte vendaval. Tentaram pedir abrigo dentro do quartel, mas foram impedidos pelo Sargento de dia que ameaçou chamar a polícia para conter os ânimos mais exaltados. Dona Nair, aquela que estava há dias de joelhos aguardando o resultado do relatório, ali mesmo faleceu. Um raio a confundiu com uma árvore e se chocou contra o seu tronco já combalido pelo reumatismo.

Ao ver a cena, seu Jurandino exclama apavorado:

- É o fim do mundo. Jesus está voltando!

Foi advertido por Deus:

- Jesus não vai voltar agora não. Ele está na equipe de transição do Lula, dando uns toques para que o seu governo seja melhor do que esse que vocês apoiaram.

O telefone de dona Lilita toca mais uma vez. Era a sua filha Estela do outro lado da linha:

- E aí, mamãe? Parece que Deus tá mandando a senhora voltar para casa, né?

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247