Relatório de ONG pró-imperialismo indica que Lula está certo

'A Transparência Internacional está associada às agressões do imperialismo contra povos que desafiam sua vontade hegemônica', escreve o colunista Jair de Souza

Luiz Inácio Lula da Silva
Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Adriano Machado / Reuters)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Nestes momentos tão conturbados, é muito importante que tragamos de volta à cena a grande sabedoria do saudoso líder nacionalista Leonel Brizola quando ele cunhou a famosa expressão: “Se a rede Globo está contra, há boas razões para a gente ser a favor”.

É que, logicamente, Brizola tinha plena consciência de que uma organização tão intrinsecamente ligada aos interesses contrários aos das maiorias populares só poderia assumir pontos de vista contrapostos aos dos que se identificam com os do conjunto da nação, ou seja, os do povo.

continua após o anúncio

Sendo assim, imbuídos deste espírito brizolista, deveríamos encarar de maneira análoga a manifestação divulgada recentemente por uma ONG de nome Transparência Internacional.

Antes de deixar claro aos leitores o que de fato está por trás dessa instituição, convém recordar que, em seu último relatório, eles procuram chamar a atenção para um hipotético aumento da percepção de corrupção em relação a nosso país, o que, em consequência, estaria criando dificuldades para a chegada de novos investimentos no Brasil. E, como já era esperado, essa “preocupação” relatada por Transparência Internacional se tornou o tema principal na abordagem de quase toda nossa mídia corporativa no dia seguinte à sua divulgação.

continua após o anúncio

Por incrível que possa parecer, o que se está pretendendo com essa interpretação é impor a crença de que, mesmo depois de termos saído da podridão do governo bolsonarista, o Brasil adentrou um caminho de corrupção desenfreada ainda mais acentuado do que a era Temer-Bolsonaro tinha caracterizado.

Feito este preâmbulo, podemos agora escrever algumas palavras sobre os divulgadores do citado relatório. Contudo, gostaria de ressaltar, uma radiografia bem detalhada da ONG Transparência Internacional já tinha sido elaborada em dezembro de 2020 pelo competente jornalista Luís Nassif. Por isso, recomendo a todos que busquem a matéria na rede (https://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-da-transparencia-internacional-e-a-industria-da-anticorrupcao/) e voltem a lê-la. Vale a pena. De nossa parte, faremos uma breve síntese tão somente com vistas a embasar as conclusões que extrairemos à continuação.

continua após o anúncio

Transparência Internacional (TI) faz parte de um esquema de aparelhos imperialistas muito poderoso. Além de sua associação com grupos que detêm a posse de enormes recursos financeiros no Brasil e no exterior, eles também exercem forte influência sobre grande parte da mídia corporativa pró-capitalista. Portanto, tê-los como adversários não é situação que permita a ninguém manter sua tranquilidade. Pelo contrário, sabemos que eles atuam como típicos pitty-bulls do grande capital e, por isso, estão sempre dispostos a saltar na jugular e a dilacerar qualquer um que venha a ameaçar o sistema de exploração e espoliação ao qual eles estão a serviço.

Por sua vez, a sucursal de Transparência Internacional no Brasil foi um instrumento de muita relevância para a efetivação do plano imperialista de aniquilamento da potencialidade de independência econômica do Brasil. Em tal sentido, a TI desempenhou um papel essencial para a viabilização das atividades da Operação Lava-Jato. Sua atuação em perfeita sintonia com a rede Globo e o restante da mídia pró-capital foi um fator fundamental para possibilitar que os lavajatistas alcançassem seus objetivos de inviabilizar nosso desenvolvimento independente. Foi com o amparo dessa ONG que nossa mídia pôde deslanchar o plano do imperialismo que visava arrasar com todos os setores econômicos em que estávamos ameaçando vencer a concorrência com grupos capitalistas do centro hegemônico do imperialismo.

continua após o anúncio

A destruição de nossas grandes empresas de engenharia, o aniquilamento de nossa indústria naval, a inviabilização de nossa indústria química de derivados de petróleo, nada disso teria sido alcançado da maneira como foi sem os prestativos serviços de Transparência Internacional. Ao difundir a narrativa de que estávamos mergulhados em um mar de corrupção, TI gerou o álibi que dava espaço para a atuação de crápulas entreguistas, como Sérgio Moro e Deltan Dallagnol.

No entanto, o papel maléfico dessa ONG para a nação brasileira extrapola sua mera violação aberta dos interesses estratégicos de desenvolvimento da nação brasileira. Afora isto, de modo hipócrita como os agentes do imperialismo costumam agir, ao mesmo tempo em que bradavam contra as práticas de corrupção nos mencionados setores econômicos, eles estavam envolvidos até o pescoço nas tramoias lavajatistas que objetivava desviar bilhões de reais das multas que eles ajudaram a impor à Petrobrás para a criação de fundações privadas a ser controladas por eles mesmos e pelos outros próceres da Lava-Jato. Em outras palavras, eram os corruptos mais descarados se apresentando publicamente como paladinos do combate à corrupção.

continua após o anúncio

Se o protagonismo de TI em nosso país no passado recente se deu em função do quadro que acabamos de expor, o que teria motivado seu súbito e destacado reaparecimento no cenário dos debates? Uma vez mais, a resposta vai ser encontrada no confronto dos interesses nacionais e populares com os do imperialismo e seus serviçais.

O fato de Lula ter retomado uma política de reincentivo das indústrias de base em nosso país, com o relançamento de projetos odiados por aqueles que desejam manter-nos em eterna dependência, isto causou profunda irritação em nossa mídia entreguista. Todos os porta-vozes midiáticos do grande capital não pouparam palavras para condenar a ousadia de Lula em desafiar as determinações imperiais e dar passos para viabilizar nossa reindustrialização.

continua após o anúncio

Outro fator que aguçou o descontentamento do imperialismo e dos setores a ele alinhados em nosso país foi a corajosa determinação de Lula de apoiar a moção da África do Sul para a condenação do sionista Estado de Israel pelos crimes de genocídio e infanticídio que os militares sionistas estão cometendo na Palestina.

Portanto, uma vez mais estamos vendo a Transparência Internacional associada às agressões que o imperialismo pratica contra os povos que desafiam sua vontade hegemônica. Ou seja, essa ONG reapareceu no cenário porque Lula decidiu avançar no caminho certo para nossa soberania e independência.

continua após o anúncio

É devido a isto que todos os que estamos alinhados com os interesses de nosso povo devemos nos sentir orgulhosos neste momento. Se o governo Lula está sendo atacado por um órgão infame do imperialismo como é a tal Transparência Internacional e por seus aliados locais, isto só pode ser uma indicação de que valeu a pena ter votado em Lula em 2022.

Que o espírito de Leonel Brizola continue a nos iluminar.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247