CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Bepe Damasco avatar

Bepe Damasco

Jornalista, editor do Blog do Bepe

580 artigos

blog

Um por um desabam os alicerces do lavajatismo. Chegou a vez da Transparência Internacional

"Como não há mal que sempre dure, o STF, através do ministro Dias Toffoli, determinou a investigação de um caso escabroso", escreve Bepe Damasco

Ministro Dias Toffoli, em sessão no STF (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Quantas vezes a imprensa corporativa invocou posições da organização Transparência Internacional para respaldar a defesa das atrocidades jurídicas e processuais cometidas pela Lava Jato?

Quem não lembra dos espaços generosos oferecidos pelos veículos de comunicação às opiniões favoráveis da ONG ao processo fraudulento do impeachment sem crime, que culminou no golpe contra Dilma Rousseff?

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Tida por lavajatistas do Judiciário, Ministério Público e da mídia, bem como por golpistas de todos os matizes, como uma entidade inatacável, espécie de oráculo quando o assunto é corrupção, a Transparência não se cansou de bater palmas para a perseguição a Lula e sua prisão injusta.

Mas, como não há mal que sempre dure,  o Supremo Tribunal Federal, através do ministro Dias Toffoli, determinou a investigação de um caso escabroso: o recebimento e a administração de valores obtidos com multas e acordos firmados pela Lava Jato.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A ONG está com os nervos à flor da pele. Em nota, retoma a cantilena lavajatista de que "luta contra a impunidade da corrupção dos poderosos." Mas, calma. Ao contrário dos métodos empregados pelo Tribunal do Santo Ofício de Curitiba, vocês terão direito à ampla defesa e ao devido processo legal.

Segundo declaração do jurista Fernando Fernandes ao Portal 247, "a relação da Transparência Internacional com a Lava Jato foi íntima e duradoura, com a entidade tentando ser sócia dos lavajatistas no desvio e apropriação de fundos totalizando R$ 4,8 bilhões, oriundos de acordos de leniência firmados com a Petrobras e a JBS. A iniciativa só não prosperou porque foi barrada pelo STF."

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em sua decisão, o ministro Toffoli se referiu à ONG como "uma entidade alienígena com sede em Berlim", que teria recebido recursos que deviam ser destinados ao Tesouro Nacional.

Resiliente em sua militância política de direita travestida de zelo pelo erário, a Transparência, na semana passada, forneceu combustível para uma onda de ataques da imprensa e das redes sociais da extrema-direita ao governo Lula, ao rebaixar fortemente, sem nenhum fundamento que mereça crédito, a posição do Brasil no ranking internacional de combate à corrupção. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Com a visão turvada por seu alinhamento político-ideológico, a organização despreza, por exemplo, as centenas de operações bem-sucedidas da Polícia Federal contra a corrupção, seguindo orientação do Ministério da Justiça, e a reconhecida atuação da Controladoria-Geral da União, para prevenir e coibir malfeitos.

Para a ONG, pasme, as indicações de Zanin e Dino, para o Supremo, e Gonet, para a PGR, justificam a queda do Brasil na percepção global de corrupção. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Moro, Dallagnol, Transparência Internacional, etc, etc, etc, as casas do lavajatismo vão desabando uma a uma. 

O estado de direito democrático agradece. 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO