Atacado por Moro, Grupo Prerrogativas desafia o ex-juiz suspeito para um debate público

"Queremos saber se ele tem coragem e espírito público para aceitar", disse o advogado e coordenador do coletivo, Marco Aurélio de Carvalho

www.brasil247.com - Marco Aurélio de Carvalho e Sergio Moro
Marco Aurélio de Carvalho e Sergio Moro (Foto: Divulgação | Reuters)


247 - Alvo de críticas do ex-juiz Sergio Moro (Podemos), declarado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) parcial e suspeito nos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Lava Jato, o Grupo Prerrogativas, que reúne juristas de diversas áreas do campo do Direito, desafiou o ex-magistrado para um debate público. 

“Estamos convidando o ex-juiz Moro para um debate público sobre o sistema de Justiça. Queremos saber se ele tem coragem e espírito público para aceitar", disse o advogado e coordenador do coletivo, Marco Aurélio de Carvalho, à coluna Painel, da Folha de S. Paulo. O desafio veio na esteira de uma entrevista concedida por Moro à revista Veja, que começa a circular nesta sexta-feira (14), em que ele afirma que os advogados do Prerrogativas “trabalham pela impunidade de corruptos”. 

Também nesta sexta, Moro usou as redes sociais para atacar o advogado Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que integra o grupo. "Leio na Folha que o líder do clube dos advogados pela impunidade ("o crime já aconteceu, o que adianta punir?") é contra o meu projeto de reforma da Justiça. Pelo jeito, estamos mesmo fazendo a coisa certa já que os advogados de corruptos são contra”, postou Moro. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Prerrogativas questiona veementemente a atuação do ex-juiz à frente da Lava Jato e se posiciona de forma contrária à sua candidatura presidencial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email