Atacado por Moro, Grupo Prerrogativas desafia o ex-juiz suspeito para um debate público

"Queremos saber se ele tem coragem e espírito público para aceitar", disse o advogado e coordenador do coletivo, Marco Aurélio de Carvalho

Marco Aurélio de Carvalho e Sergio Moro
Marco Aurélio de Carvalho e Sergio Moro (Foto: Divulgação | Reuters)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Alvo de críticas do ex-juiz Sergio Moro (Podemos), declarado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) parcial e suspeito nos processos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Lava Jato, o Grupo Prerrogativas, que reúne juristas de diversas áreas do campo do Direito, desafiou o ex-magistrado para um debate público. 

“Estamos convidando o ex-juiz Moro para um debate público sobre o sistema de Justiça. Queremos saber se ele tem coragem e espírito público para aceitar", disse o advogado e coordenador do coletivo, Marco Aurélio de Carvalho, à coluna Painel, da Folha de S. Paulo. O desafio veio na esteira de uma entrevista concedida por Moro à revista Veja, que começa a circular nesta sexta-feira (14), em que ele afirma que os advogados do Prerrogativas “trabalham pela impunidade de corruptos”. 

continua após o anúncio

Também nesta sexta, Moro usou as redes sociais para atacar o advogado Antonio Claudio Mariz de Oliveira, que integra o grupo. "Leio na Folha que o líder do clube dos advogados pela impunidade ("o crime já aconteceu, o que adianta punir?") é contra o meu projeto de reforma da Justiça. Pelo jeito, estamos mesmo fazendo a coisa certa já que os advogados de corruptos são contra”, postou Moro. 

O Prerrogativas questiona veementemente a atuação do ex-juiz à frente da Lava Jato e se posiciona de forma contrária à sua candidatura presidencial.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247