Brasil

Bolsonaro faz chacota com o país: fala com voz fina "estou com Covid" e cai na gargalhada (VÍDEO)

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, Bolsonaro insulta as 6.674.999 milhões de vítimas da pandemia, os 178.159 mortos e seus familiares e, com voz fina e gargalhadas, debocha: “estou com Covid-19”

Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247-  Em um vídeo que viralizou nas redes sociais nesta quarta-feira (9) Bolsonaro insulta as 6.674.999 milhões de vítimas da pandemia, os 178.159 mortos e seus familiares e, com voz fina, debocha: “estou com Covid-19”, seguido de gargalhadas de seus apoiadores que acompanhavam sua fala.

A gravação ocorreu no último dia 27 de novembro, no Palácio da Alvorada. 

Ele ainda faz piada homofóbica referindo-se ao prefeito de Itajaí (SC), Volnei Morastoni (MDB), que propôs adicionar mais uma opção de tratamento à covid-19 no município: administração de ozônio, pelo ânus. 

Assista ao vídeo:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO



Não é a primeira vez que Bolsonaro subestima o poder de contaminação da Covid-19. Com seu negacionismo de praxe, ele já disse que o vírus era apenas “uma gripezinha” e promoveu uma cruzada contra os governadores que defenderam a quarentena em seus estados. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Bolsonaro também virou garoto propaganda de cloroquina para ser aplicada na imunização contra a Covid-19 e entupiu os estoques do Exército na produção do medicamento. No entanto, já foi comprovado cientificamente que o remédio não possui eficácia alguma no combate ao vírus e o mais grave: pessoas com problemas cardíacos tiveram efeitos colaterais ao ingerir a cloroquina. 

Agora, Bolsonaro oferece um plano frágil e desordenado de vacinação no combate à Covid. O  Ministério da Saúde apresentou, no dia primeiro de dezembro, uma proposta de vacinação sem informar questões importantes para que ele ocorra, como alternativas para armazenamento das vacinas, como a logística será feita, se e quantas pessoas do Exército participarão da vacinação e assim por diante. O mais grave é que a vacinação em massa só começará a ser implementada em marco de 2021. 



iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO