Gleisi diz que Federação muda dinâmica política e formaliza um campo de centro-esquerda similar à Frente Ampla do Uruguai

Para a presidenta do PT, uma Federação dos partidos de esquerda e centro-esquerda “muda a lógica” política, pois “as negociações acontecerão primeiro nesta frente ampla de centro esquerda”. Ela falou à TV 247

(Foto: Reprodução | Câmara | Secom)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Em entrevista ao programa Giro das 11 nesta quinta-feira (2), a presidenta nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que a formação de uma federação partidária no Brasil mudará a dinâmica política no país: “A federação mudará a forma como nos relacionamos com as outras forças e deixará nítido um campo de esquerda e centro-esquerda e pode representar para nós o que a Frente Ampla representa no Uruguai”.

A Frente Ampla uruguaia existe desde 1971, integrada por vários partidos e organizações da sociedade civil. Foi fundada em 5 de fevereiro de 1971 na tentativa de eleger Líber Seregni à presidência da República. Com o golpe militar de 1973 foi colocada na ilegalidade e reprimida. A Frente Ampla elegeu Tabaré Vázquez em 2005, Pepe Mujica em 2010 e novamente Vázquez em 2015. Em 2020, a direita venceu a eleição. Hoje, são 15 partidos e movimentos que compõem a frente. Entre eles, o Movimiento de Participación Popular, de Pepe Mujica, o Partido Socialista, o Partido Comunista, o Partido por la Victoria del Pueblo.

continua após o anúncio

Além de conversações com o PSB e o PC do B, a presidenta do PT disse que há diálogo com o PSOL para a formação da Federação. Ela afirmou que “uma federação partidária exige a busca contínua da unidade” e que “com ela, poderemos aumentar em mais de 25% nossa bancada”.

A federação, explicou Hoffmann, “muda a lógica”, pois “as negociações acontecerão primeiro nesta frente ampla de centro esquerda” e depois dela com o centro e a centro direita. 

continua após o anúncio

Assista:


continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247