CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Isolado, Bolsonaro volta a atacar o STF em ato eleitoral em SP

Bolsonaro voltou a afirmar que a Corte Suprema o "proibiu" de fazer o enfrentamento da pandemia

Imagem Thumbnail
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes | Gervásio Baptista/SCO/STF)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Durante evento eleitoral neste sábado (30), em São Paulo, o candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) voltou a fazer ataquees contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

Em discurso na convenção que confirmou a candidatura do ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos) ao governo de São Paulo, Bolsonaro voltou a afirmar que a Corte Suprema o "proibiu" de fazer o enfrentamento da pandemia, quando o Supremo decidiu apenas que União, estados e prefeituras tinham autonomia para implementar políticas de enfrentamento à crise sanitária.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Me tiraram o direito de conduzir a pandemia. Foi tirado pelo Supremo. Mas eu não errei nenhuma das sugestões que eu dei para a população. Não conseguia dormir com o fechamento do comércio por todo o Brasil, e em especial aqui no estado de São Paulo”, disse Bolsonaro.

O Supremo Tribunal Federal (STF), em suas redes sociais, já desmentiu a acusação de que limitou o poder de atuação do governo federal para atuar no enfrentamento à pandemia da Covid-19, argumento comumente espalhado entre apoiadores e pelo próprio Jair Bolsonaro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO