MP denuncia Guaranho e fala em motivação fútil por preferência política

O MP do Paraná afirma que o assassino de Marcelo Arruda agiu por motivação fútil: "preferências político-partidárias antagônicas"

Bolsonarista Jorge da Rocha Guaranho, que matou Marcelo Arruda em Foz do Iguaçu
Bolsonarista Jorge da Rocha Guaranho, que matou Marcelo Arruda em Foz do Iguaçu (Foto: Reprodução)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O Ministério Público do Paraná (MPPR) apresentou nesta quarta-feira, 20, denúncia contra o bolsonarista Jorge Guaranho, que matou a tiros o militante do PT Marcelo Arruda em Foz do Iguaçu (PR), no último dia 9 (confira a íntegra da denúncia abaixo). O MP afirma que Guaranho agiu por motivação fútil: "preferências político-partidárias antagônicas".

O terrorista foi indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe e por colocar outras pessoas em risco após atirar contra e matar Arruda durante sua festa de aniversário, que tinha como tema o PT e o ex-presidente Lula. 

continua após o anúncio

A denúncia foi anunciada em coletiva de imprensa pelos promotores de Justiça Tiago Lisboa e Luís Marcelo Mafra Bernardes da Silva. 

Segundo o portal g1, Lisboa afirmou ainda aguardar laudos serem anexados ao processo, mas que o MP avaliou que o material não é imprescindível ao oferecimento da denúncia.

continua após o anúncio

Confira a íntegra da denúncia, obtida pelo Brasil 247:

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247