"Vamos negociar as dívidas do povo", diz Lula no Jornal Nacional

“Temos quase 70% de famílias endividadas. Provamos que é possível cuidar do povo”, destacou o ex-presidente Lula no Jornal Nacional

(Foto: Reprodução / TV Globo)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ex-presidente Lula (PT) não se intimidou pelos ataques dos apresentadores do Jornal Nacional, em entrevista nesta quinta-feira, 25, e apontou pontos importantes para resolver o caos social em que foi colocado o povo brasileiro após o golpe de Estado de 2016.

“Provamos que é possível cuidar do povo. Tentar colocar o pobre no orçamento, fazer gente chegar a universidades, escolas técnicas. Esse é o País do futuro que precisamos construir. Ninguém ficou rico sem investir em educação. Vamos negociar dívidas do povo”, afirmou.

continua após o anúncio

“Eu não gosto de usar a palavra governar, gosto de usar a palavra cuidar. Esse país é um do futuro que precisamos construir. Vamos voltar a investir na geração de empregos. Temos quase 70% de famílias endividadas, a maioria mulheres. Vamos negociar essas dívidas”, disse.

“Nós precisamos que o povo brasileiro volte a viver com dignidade”, apontou.

continua após o anúncio

'Autodeterminação dos povos'

Numa tentativa de ‘enquadrar’ o ex-presidente, o apresentador William Bonner perguntou sobre o apoio do PT a supostas “ditaduras de esquerda”. Sem se acovardar pela propaganda pró-Estados Unidos da TV Globo, Lula respondeu:

“Para um democrata, a gente precisa respeitar a autodeterminação dos povos. Cada País cuida do seu nariz. É assim que eu quero para o Brasil e é assim que eu quero para os outros”, afirmou. 

continua após o anúncio

“Estou tranquilo com minha relação internacional. Agora o Brasil não tem amigos”, disse Lula, criticando a política internacional de Jair Bolsonaro (PL), que transformou o Brasil em um pária mundial.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247