Guarda Costeira da China reage à invasão de navio filipino na ilha Huangyan

Segundo o porta-voz, a China possui soberania indiscutível sobre Huangyan e suas águas adjacentes



✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

O porta-voz da Guarda Costeira da China, Gan Yu, afirmou que de 2 a 9 de fevereiro, o navio número 9701, da Guarda Costeira das Filipinas, entrou ilegalmente por muitas vezes nas águas na proximidade da ilha chinesa Huangyan. Como os avisos emitidos foram ineficazes, a Guarda Costeira Chinesa adotou medidas de controle de rota e evacuação forçada do navio filipino, seguindo a lei. O tratamento no local foi profissional e padronizado.

Segundo o porta-voz, a China possui soberania indiscutível sobre Huangyan e suas águas adjacentes. A Guarda Costeira do país tem realizado consistentemente atividades de aplicação da legislação nas águas sob jurisdição chinesa conforme a lei, para salvaguardar resolutamente a soberania nacional e os direitos e interesses marítimos.

continua após o anúncio

Tradução: Florbela Guo

Revisão: Patrícia Comunello

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247