Prevent Senior fez "pacto" com gabinete paralelo da Saúde e sob alinhamento do Ministério da Economia, diz advogada

Segundo Bruna Morato, o interesse do Ministério da Economia era que o país não parasse durante a pandemia de Covid-19. Para isto, a hidroxicloroquina deveria ser usada como "esperança" para que as pessoas não deixassem de saír às ruas

www.brasil247.com - Bruna Morato, Anthony Wong, Paulo Guedes, Paolo Zanotto e Nise Yamaguchi
Bruna Morato, Anthony Wong, Paulo Guedes, Paolo Zanotto e Nise Yamaguchi (Foto: Roque de Sá/Agência Senado | Divulgação)


247 - Em depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira (28), a advogada Bruna Morato, que representa ex-médicos da Prevent Senior, afirmou que a empresa fez um "pacto" com o chamado "gabinete paralelo" do Ministério da Saúde que, por sua vez, "estava totalmente alinhado aos interesses do Ministério da Economia".

De acordo com Bruna, seus clientes a explicaram que "existe um interesse do Ministério da Economia para que o país não pare. E se nós entrássemos nesse sistema de lockdown, nós teríamos um abalo econômico muito grande. Então existia um plano para que as pessoas pudessem sair às ruas sem medo". 

Ela seguiu: "eles desenvolveram uma estratégia. Qual era essa estratégia? Através do aconselhamento de médicos, e esses médicos eram o doutor Anthony Wong, toxicologista, a doutora Nise Yamaguchi, especialista em imunologia, e o virologista Paolo Zanotto. A Prevent Senior iria entrar para colaborar com essas pessoas, como se fosse uma troca, a qual nós chamamos na denúncia de 'pacto', porque assim foi me dito".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Diante do relato, o deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), pediu pelas redes sociais a convocação do ministro da Economia, Paulo Guedes, à CPI da Covid.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A advogada, no entanto, disse que em nenhum momento ouviu falar "da pessoa do ministro da Economia" no chamado "pacto". "Na verdade o que eles falavam era em um alinhamento ideológico. A economia não podia parar e o que eles tinham que fazer era isso, conceder esperança para que as pessoas saíssem às ruas, e essa esperança tinha um nome: hidroxicloroquina".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email