CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Depois da Argentina, Irã pede formalmente adesão ao BRICS

O porta-voz do MRE iraniano expressou esperança de que a adesão ao BRICS resultaria em “valores agregados” para ambos os lados

Imagem Thumbnail
(Foto: REUTERS/Leonhard Foeger)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Agência Tasnim - O Irã se candidatou ao grupo das cinco principais economias emergentes --Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, disse um porta-voz.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã anunciou em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 27, que a República Islâmica apresentou seu pedido de adesão ao BRICS.

Uma série de consultas foi realizada a esse respeito, acrescentou Saeed Khatibzadeh.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

>>> Alberto Fernández solicita adesão da Argentina ao BRICS

Ele disse que embora o BRICS não seja um tratado ou um acordo internacional, ele se baseou em um mecanismo muito criativo com aspectos amplos.

O porta-voz observou que os membros do BRICS representam 30% da produção bruta mundial e 40% da população mundial.

Ele expressou esperança de que a adesão do Irã ao BRICS resultaria em “valores agregados” para ambos os lados.

Falando em uma cúpula virtual do Fórum Empresarial do BRICS, que contou com a presença dos principais líderes do grupo na sexta-feira, 24, o presidente iraniano Ebrahim Raisi expressou a disposição do país em compartilhar suas vastas capacidades e potenciais para ajudar o BRICS a atingir seus objetivos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO