Mundo

Harvard impede graduação de 13 estudantes por participação em protestos pró-Palestina

Protestos pró-Palestina nos EUA foram duramente reprimidos, também pelas forças policiais

Universidade de Harvard (Foto: REUTERS/Jessica Rinaldi)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O conselho administrativo de Harvard, nos Estados Unidos, barrou 13 estudantes que recentemente participaram de protestos pró-Palestina na universidade de se formarem, rejeitando apelos do próprio corpo docente, informou o The Hill.

Além disso, a universidade decidiu na semana passada suspender cinco estudantes e sancionar mais de 20 outros pela sua participação num acampamento universitário contra a guerra de Israel na Faixa de Gaza.

Expressivas manifestações pró-Palestina atingiram campi universitários nos EUA nas últimas semanas, enquanto os manifestantes exigem o fim do apoio militar, financeiro e diplomático dos EUA aos ataques de Israel na Faixa de Gaza. Os estudantes também apelam às suas universidades para que condenem a campanha militar de Israel em Gaza, para que se desvinculem de empresas ligadas a Israel e interrompam programas de estudo no estrangeiro em universidades israelenses.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO