Coronel preso fazia parte do grupo “Kids pretos”, tropa de elite do Exército

Bernardo Romão Corrêa Netto foi detido pela Polícia Federal neste domingo após retorno de curso nos EUA, como parte da operação Tempus Veritati

(Foto: Reprodução/Facebook)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O coronel do Exército Bernardo Romão Corrêa Netto, preso na madrugada deste domingo (11) pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto de Brasília, era integrante do Kids Pretos, força de elite do Exército. Corrêa é alvo de um mandado de prisão preventiva expedido pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito da operação Tempus Veritati, deflagrada na última quinta-feira (8) .

Correa deveria ter sido preso na quinta-feira, juntamente com outros três ex-assessores de Jair Bolsonaro suspeitos de envolvimento na trama golpista do 8 de janeiro, entretanto, o militar estava em Washington, nos Estados Unidos realizando um curso de defesa. Bernardo Romão Corrêa Netto está preso no Batalhão da Guarda Presidencial e passou por audiência de custódia às 11h, destaca o jornal Correio Braziliense.

continua após o anúncio

Segundo apurações, Correa Neto selecionou oficiais formados em cursos de forças especiais para participarem dessas reuniões, consideradas essenciais para a consumação do golpe de Estado.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247