Presidente do TSE, Fachin diz que 'democracia está ameaçada' e a Justiça eleitoral 'sob ataque'

Nesta quinta-feira (31), data que marcou 58 anos do golpe militar, Bolsonaro fez um discurso agressivo contra o Judiciário, exaltando a ditadura e mandando o STF 'calar a boca'

www.brasil247.com - Ministro Edson Fachin
Ministro Edson Fachin (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)


247 - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta sexta-feira (1) que "a democracia está ameaçada" e a Justiça Eleitoral "sob ataque". Declaração ocorreu em discurso na abertura de uma reunião com presidentes de Tribunais Regionais Eleitorais do país e foi obtida por Andréia Sadi, do G1.

Ele afirmou que o objetivo do TSE em 2022 é garantir que o resultado das eleições de outubro corresponda "à vontade legítima dos eleitores", apesar do "circo de narrativas conspiratórias" instalado no país.

“A justiça eleitoral está sob ataque. A democracia está ameaçada. A sociedade constitucional está em alerta. Impende, no cumprimento dos deveres inerentes à legalidade constitucional, defender a Justiça Eleitoral, a democracia e o processo eleitoral. Não vamos aguçar o circo de narrativas conspiratórias das redes sociais, nem animar a discórdia e a desordem, muito menos agendas antidemocráticas. Nosso objetivo, neste ano, que corresponde ao nonagésimo aniversário da Justiça Eleitoral, é garantir que os resultados do pleito eleitoral correspondam à vontade legítima dos eleitores", afirmou o ministro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Declaração acontece um dia após Jair Bolsonaro (PL), na data em que marca 58 anos do golpe militar, fazer um discurso agressivo contra o Judiciário, exaltando a ditadura militar e mandando ministros do Supremo 'calarem a boca'.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email