Polícia prende bolsonarista filmado ao destruir relógio de Dom João VI (vídeo)

Antônio Cláudio Alves Ferreira, de 30 anos, foi preso em Minas Gerais, mas vai ser transferido para Brasília

www.brasil247.com - Homem destrói obra de arte no Planalto
Homem destrói obra de arte no Planalto (Foto: Reprodução)


247 - Policiais federais de Goiás prenderam nesta segunda-feira (23) o bolsonarista Antônio Cláudio Alves Ferreira, de 30 anos, na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. 

Câmeras de segurança filmaram o apoiador de Jair Bolsonaro (PL) destruindo no Palácio do Planalto o relógio do século 17, feito pelo francês Balthazar Martinot (1636-1714). O homem será levado a Brasília.

O relógio de pêndulo foi um presente da Corte Francesa para Dom João VI em 1808, quando ele e outros membros da Corte portuguesa vieram morar no Brasil. 

Balthazar Martinot era o relojoeiro do rei francês Luís XIV (1638-1715). 

Veja agora a extensa ficha criminal do bolsonarista. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247