CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasília

Polícia prende bolsonarista filmado ao destruir relógio de Dom João VI (vídeo)

Antônio Cláudio Alves Ferreira, de 30 anos, foi preso em Minas Gerais, mas vai ser transferido para Brasília

Homem destrói obra de arte no Planalto (Foto: Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Policiais federais de Goiás prenderam nesta segunda-feira (23) o bolsonarista Antônio Cláudio Alves Ferreira, de 30 anos, na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. 

Câmeras de segurança filmaram o apoiador de Jair Bolsonaro (PL) destruindo no Palácio do Planalto o relógio do século 17, feito pelo francês Balthazar Martinot (1636-1714). O homem será levado a Brasília.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O relógio de pêndulo foi um presente da Corte Francesa para Dom João VI em 1808, quando ele e outros membros da Corte portuguesa vieram morar no Brasil. 

Balthazar Martinot era o relojoeiro do rei francês Luís XIV (1638-1715). 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Veja agora a extensa ficha criminal do bolsonarista. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por goias24horas (@goias24horas)

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO