Um dia após identificação de variante indiana, Bolsonaro vai ao Maranhão e, sem máscara, causa aglomeração

A variante indiana do coronavírus tem sido responsável por recordes de mortes por Covid-19 em seu país de origem

Bolsonaro vai ao Maranhão e, sem máscara, causa aglomeração.
Bolsonaro vai ao Maranhão e, sem máscara, causa aglomeração. (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Um dia após a Secretaria de Saúde do estado do Maranhão confirmar seis casos da variante indiana do coronavírus no estado, Jair Bolsonaro viajou ao local e, sem máscara, provocou aglomerações. A cepa indiana do vírus da Covid-19 tem causado recordes de mortes em seu país de origem.

Bolsonaro foi ao Maranhão e, além de agredir o governador, Flávio Dino (PCdoB), participou da entrega de "títulos de propriedade rural" pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) em Açailândia. Em seguida, o chefe do governo federal fez "uma parada não programada", segundo ele próprio, em Senador La Rocque.

O ocupante do Palácio do Planalto fez questão de transmitir imagens das aglomerações em suas redes sociais.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email