Assassinato brutal de jovem congolês gera revolta e comoção: “justiça por Moise”

Jovem foi espancado até a morte por cobrar seu salário atrasado. Ele trabalhava num quiosque de praia na Barra

www.brasil247.com -


247 - O assassinato do jovem congolês Moise Mugenyi Kabagambe, 24, espancando até a morte por cerca de 15 minutos em um quiosque na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, na segunda-feira (24), tem causado uma onda de revolta nas redes sociais.

O "motivo" do coverdade assassinato: Moise teria sido agredido após cobrar do o pagamento por duas diárias atrasadas.

Nascido no dia 4 de abril de 1997, na República Democrática do Congo, Moise Mugenyi Kabagambe, conhecido como Soldado, deixou sua terra natal em direção ao Brasil em 2011, fugindo, com a família, da guerra e da fome. Ele cresceu num lar repleto de amor, como conta a Comunidade de Congoleses do Rio de Janeiro num perfil do Facebook.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moise é descrito como alguém que era "divertido e sempre solícito e prestativo com as pessoas".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja a repercussão nas redes:

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

 


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email