Assassinato brutal de jovem congolês gera revolta e comoção: “justiça por Moise”

Jovem foi espancado até a morte por cobrar seu salário atrasado. Ele trabalhava num quiosque de praia na Barra

www.brasil247.com -


247 - O assassinato do jovem congolês Moise Mugenyi Kabagambe, 24, espancando até a morte por cerca de 15 minutos em um quiosque na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, na segunda-feira (24), tem causado uma onda de revolta nas redes sociais.

O "motivo" do coverdade assassinato: Moise teria sido agredido após cobrar do o pagamento por duas diárias atrasadas.

Nascido no dia 4 de abril de 1997, na República Democrática do Congo, Moise Mugenyi Kabagambe, conhecido como Soldado, deixou sua terra natal em direção ao Brasil em 2011, fugindo, com a família, da guerra e da fome. Ele cresceu num lar repleto de amor, como conta a Comunidade de Congoleses do Rio de Janeiro num perfil do Facebook.

Moise é descrito como alguém que era "divertido e sempre solícito e prestativo com as pessoas".

Veja a repercussão nas redes:

 

 

 

 

 


 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247