Polícia encontra cabo em hélice de avião que caiu com Marília Mendonça

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) também confirmou que o bimotor atingiu um cabo de uma torre de distribuição da companhia

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Polícia Civil de Minas Gerais encontrou um cabo enrolado em uma das hélices do avião bimotor que transportava a cantora Marília Mendonça, 26 anos, de Goiânia (GO) até Caratinga (MG), onde ela faria show. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo. A artista e outras quatro pessoas morreram na sexta-feira (5) quando o avião caiu. Marília e outras quatro pessoas morreram na queda do avião.

Em nota, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) confirmou na sexta-feira (5) que o bimotor atingiu um cabo de uma torre de distribuição da companhia. De acordo com a Cemig, a torre "está fora da zona de proteção do aeródromo de Caratinga, nos termos de portaria específica do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), do Comando da Aeronáutica Brasileira".

"A gente só pode afirmar que esse é o cabo que se rompeu quando tiver o laudo pericial", disse ao Jornal Nacional o delegado regional de Caratinga, Ivan Sales.

PUBLICIDADE

Mesmo com evidências de que houve colisão com o cabo de uma torre de distribuição de energia, especialistas afirmaram que não é possível saber se as falhas ocorreram antes da colisão ou logo após.

Seis meses antes do acidente, uma denúncia apontou falhas na aeronave operada pela PEC Táxi Aéreo tinha problemas no sistema antiembaçamento do para-brisa que dificultariam os pousos e decolagens.

PUBLICIDADE

O Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), órgão da FAB (Força Aérea Brasileira) investiga o acidente e não informou em quanto tempo o relatório final com as conclusões das análises deve ficar pronto.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email