Witzel vai ao STF contra impeachment

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi ao Supremo Tribunal Federal, na terça-feira, 21, para suspender a comissão que analisa seu processo de impeachment na Alerj

Wilson Witzel
Wilson Witzel (Foto: Fernando Frazão - ABR)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi ao Supremo Tribunal Federal, na terça-feira, 21, para suspender a comissão que analisa seu processo de impeachment na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), segundo o Radar, da Veja. A decisão está com o ministro Dias Toffoli.

Witzel alega desrespeito à decisão do STF - na época do golpe contra - sobre a necessidade de eleições para a comissão especial do impeachment e de proporcionalidade na composição do grupo de deputados. O pedido do governador foi feito uma semana antes do prazo para ele apresentar sua defesa à comissão da Alerj.

continua após o anúncio

Witzel tem ao menos 14 pedidos de impeachment protocolados na mesa diretora da Assembleia, a maioria motivada por investigações sobre possível envolvimento do governador em esquemas corrupção e de compras superfaturadas para o enfrentamento à pandemia de Covid-19 no Estado.

O governador foi um dos alvos da operação Placebo, da Polícia Federal, que apura desvios e irregularidades nas compras de equipamentos médicos e na contratação de hospitais de campanha para atender pacientes durante a pandemia. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247