Governo Bolsonaro bloqueia mais R$ 1,6 bilhão do orçamento da área de Saúde

A administração de Jair Bolsonaro havia bloqueado R$ 2,23 bilhões da Saúde. O corte total desse tipo de verba vai a cerca de R$ 3,8 bilhões

(Foto: Carolina Lima/MST)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O governo Jair Bolsonaro (PL) bloqueou mais R$ 1,65 bilhão do orçamento do Ministério da Saúde. A equipe econômica do governo Jair Bolsonaro (PL) mandou na última sexta-feira (25) a pasta comandada por Marcelo Queiroga escolher quais áreas serão atingidas. O governo havia bloqueado R$ 2,23 bilhões da Saúde. O corte total desse tipo de verba vai a cerca de R$ 3,8 bilhões. Nesta semana, o governo havia feito um bloqueio que pode chegar a R$ 1,68 bilhão no Ministério da Educação (MEC) e foi criticado por membros de instituições da área educacional. 

De acordo com informações publicadas nesta terça-feira (29) pelo jornal Folha de S.Paulo, a ordem é diminuir os gastos discricionários, usados em programas como o Farmácia Popular, para a habilitação de leitos e na compra de medicamentos e insumos.

continua após o anúncio

Em ofício enviado à Saúde, o secretário de Orçamento Federal, Ariosto Culau, afirmou que os valores bloqueados podem ser direcionados para despesas obrigatórias, como gastos com pessoal, ou "despesas primárias discricionárias consideradas inadiáveis".

 A Saúde não disse quais ações serão cortadas. 

continua após o anúncio

Na última quinta-feira (24), a equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) citou a fila de espera para atendimento especializado como um problema a ser resolvido emergencialmente.

Os ministérios da Economia e da Saúde não se manifestaram sobre o bloqueio.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247