CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Agro

Deral: Paraná deverá reduzir estimativa de 2ª safra de milho após estiagem

"Fatalmente a produção esperada já é abaixo da última estimativa", afirmou o Departamento de Economia Rural

Imagem Thumbnail
Milho (Foto: STRINGER / REUTERS)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

SÃO PAULO (Reuters) - A estimativa da segunda safra de milho do Paraná, segundo Estado produtor do cereal do Brasil, "fatalmente" será reduzida no próximo levantamento do ciclo 2023/24, a ser divulgado no dia 25 de abril, afirmou nesta terça-feira um especialista do Departamento de Economia Rural (Deral), o órgão do governo estadual.

"Fatalmente a produção esperada já é abaixo da última estimativa. As lavouras foram castigadas pela estiagem e calorão", disse o especialista em milho do Deral, Edmar Gervásio.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo ele, as chuvas do último final de semana "possivelmente trazem um alento, porém devem mais estancar as perdas do que recuperar as lavouras".

O Deral já havia reduzido a previsão da segunda safra de milho no levantamento divulgado em março em 400 mil toneladas ante a previsão de fevereiro, para 14,2 milhões de toneladas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Pela projeção atual, a safra deverá ficar praticamente estável na comparação anual.

Mas, se o Deral confirmar a redução na próxima semana, passaria a apresentar uma queda ante 2022/23.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo números publicados nesta terça-feira, a avaliação da segunda safra de milho do Paraná voltou a apresentar recuo. Agora o Deral vê agora 10% da área em condição ruim, versus 8% na semana anterior.

As lavouras de milho em boa situação representam 69% da área, ante 72% na semana anterior.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O Deral informou ainda que 1% da área prevista para a nova safra de trigo foi semeada, marcando o início dos trabalhos da produção do cereal.

(Por Roberto Samora)

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO