América latina

Argentina rechaça comentários de Boris Johnson sobre as Ilhas Malvinas: "retórica militarista"

Na tradicional saudação de Natal, o primeiro-ministro britânico aludiu a uma vitória diplomática de Londres

(Foto: Divulgação | Reuters)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Argentina protestou neste sábado (25) contra as declarações do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, a respeito da suposta soberania de Londres sobre as Ilhas Malvinas e outros arquipélagos do sul do Oceano Atlântico

Na tradicional saudação de Natal, o líder britânico mencionou as Ilhas Malvinas e frisou que 2022 marcará os 40 anos da guerra de 1982, aludindo a uma vitória diplomática de Londres apesar de "protestos ruidosos de alguns".

Johnson garantiu que "uma coisa que permanece absolutamente inalterada é o compromisso do Reino Unido com as Ilhas Falkland [Malvinas] e seu povo. É um compromisso tão firme quanto quando o general Moore aceitou a rendição do general Menendez. E posso prometer agora que isso não vai mudar", disse o chefe do Governo britânico.

continua após o anúncio

Em resposta, Guillermo Carmona, secretário das Malvinas, Antártida e Atlântico Sul na chancelaria, comentou à rádio local Radio Nihuil que "apelar para argumentos militares é desnecessário justamente quando o 40º aniversário da guerra está prestes a acontecer".

Carmona argumentou que “quando faltam motivos, surge a retórica militarista: gabar-se de uma vitória militar que o direito internacional não reconhece como título de soberania, apenas reabre as feridas da guerra e ignora 38 anos de democracia argentina”. (Com informações da Telesur)

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247