América latina

Lula celebra avanços obtidos no encontro do Mercosul: “juntos somos mais fortes”

No encontro de líderes do bloco no Rio de Janeiro, presidente ressalta acordo de livre-comércio com Singapura e adesão da Bolívia como conquistas significativas

(Foto: Ricardo Stuckert)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Planalto- O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, destacou nesta quinta-feira, (7), na abertura da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, que juntos os países da região são mais fortes. O encontro dos líderes do bloco ocorreu no Rio de Janeiro sob a Presidência ‘pro tempore’ brasileira.

“Tenho há décadas a consciência de que, qualquer que seja o presidente que governar os nossos países, temos que ter a consciência de que juntos somos mais fortes, separados somos mais fracos”, afirmou Lula na reunião, ao lado dos presidentes da Argentina, Alberto Fernández; da Bolívia, Luis Arce; do Paraguai, Santiago Peña; e do Uruguai, Luis Lacalle Pou.

continua após o anúncio

No contexto das relações extrarregionais, o presidente Lula destacou o estabelecimento do acordo de livre-comércio Mercosul-Singapura. Trata-se do primeiro acordo do tipo do bloco em mais de dez anos e o primeiro com um país asiático. “É um estímulo para a gente acreditar que as coisas vão dar certo. Um passo importante”, disse.

Bolívia - Lula também celebrou a adesão da Bolívia ao bloco. “A entrada deles é uma conquista importante para o Mercosul, que passará a contar com 283 milhões de pessoas e um PIB de US$ 4,8 trilhões. Não é um PIB qualquer, é importante”, frisou o presidente brasileiro.

continua após o anúncio

O líder brasileiro ressaltou que, com essa adesão, que ainda depende da aprovação do Protocolo de Adesão pelo Legislativo boliviano, a região está perto de realizar o sonho de integração entre os oceanos Atlântico e Pacífico. Ele antecipou que o governo brasileiro vai apresentar um programa de estruturação de ligação dos países do continente, com ferrovias, rodovias, hidrovias e aeroportos. “Vamos ter uma boa quantia de dinheiro para poder cumprir esse sonho, finalmente, da nossa integração física”, afirmou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247