CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
América Latina

Maduro protesta contra novas sanções: "Não podem ameaçar a Venezuela"

A Venezuela não é escrava nem colônia, disse o presidente Maduro

Imagem Thumbnail
O presidente venezuelano no programa de TV Con Maduro + (Foto: Presidência Venezuela/Telesur)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reiterou nesta quarta-feira (17) que os EUA não podem ameaçar o país e que seu governo continuará trabalhando para avançar e crescer, informa a Telesur.

"Eles acham que nos assustam. Não há sanção, não há ameaça que hoje possa prejudicar o esforço de construir um novo modelo econômico produtivo, porque hoje não dependemos de ninguém neste mundo, só dependemos do nosso esforço, do nosso trabalho, da união que temos, da nossa inteligência, dos nossos planos, da nossa sabedoria, da boa vontade nacional", expressou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O chefe de Estado destacou, depois das denúncias do presidente da Assembleia Naconal, Jorge Rodríguez, sobre o anúncio de nvas sanções, que “os gringos acham que podem ameaçar a Venezuela. Não podem ameaçar a Venezuela".

"Nós não precisamos de licenças para crescer, para produzir, para trabalhar. Quem disse ou é que somos escravos? Ou é que somos colônia? Em que momento nos tornamos uma colônia gringa? Venezuela é um país que caminha com seus próprios pés, pensa com sua própria cabeça, produz com suas próprias mãos e o novo modelo econômico diversificado, produtivo, seguirá seu rumo de crescimento", enfatizou o presidente.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO