América latina

Xiomara Castro é declarada oficialmente presidente eleita de Honduras

O Conselho Nacional Eleitoral de Honduras declarou oficialmente a esquerdista Xiomara Castro como presidente eleita das eleições realizadas em 28 de novembro

(Foto: Reuters)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) de Honduras declarou oficialmente a esquerdista Xiomara Castro como presidente eleita das eleições realizadas em 28 de novembro. Castro faz parte da ala política nacionalista hondurenha e é casada com  Manuel Zelaya, que presidiu o país de 2006 até 2009, quando sofreu um golpe de Estado apoiado pelos Estados Unidos.

“O plenário de conselheiros do Conselho Nacional Eleitoral declara eleita presidente (...) de Honduras por um período de quatro anos, que começa em 27 de janeiro de 2022 e termina em 27 de janeiro de 2026, a cidadã Iris Xiomara Castro Sarmiento", anunciou no rádio e na televisão o presidente da CNE, Kelvin Aguirre.

continua após o anúncio

A eleição da esquerda nacionalista rompeu com o regime político estabelecido pelo golpe de 2009 — precursor dos outros golpes que ocorreram na América Latina, como Brasil (2016) e Paraguai (2012) — derrotando um setor da direita que impôs uma didatura disfarçada apoiada nos militares.

A vitória de Castro, do partido esquerdista Libertad y Refundación (Libre) que alcançou 1.716.793 votos válidos e que é a primeira mulher eleita presidente em Honduras, foi resultado de uma intensa mobilização popular no país contra o governo de Juan Orlando Hernández, no poder desde 2014 — e reeleito em 2017 após uma votação considerada fraudulenta pela oposição e pelos observadores internacionais. JOH realizou políticas neoliberais que colocaram o país numa considerável crise política.

continua após o anúncio

Castro acumulou 51,12% dos votos contra 36,93% dos votos do principal adversário, o direitista Nasry Asfura, candidato do Partido Nacional (PN), de JOH. Participaram das eleições 3.580.527 cidadãos, cerca de 68,58% do eleitorado.

A transição entre os governos aponta ser tranquila, por enquanto. Dois dias após as eleições, Asfura visitou Castro em sua casa, reconhecendo sua derrota e parabenizando-a pela vitória. A presidente eleita também foi parabenizada pela vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, assim como pela subsecretária de Estado para Segurança Civil, Democracia e Direitos Humanos dos Estados Unidos, Urza Zeya, que ofereceu apoio de Washington à futura presidente.

continua após o anúncio

Castro assume no dia 27 de janeiro.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247