70 anos da Petrobrás no Salão Nobre da Globo

"Altiva, superior e de bem com a vida, a Petrobras preferiu dar a outra face ao JN, numa festiva harmonia ao custo de R$ 4 milhões", indica

(Foto: Reprodução/TV Globo | REUTERS/Paulo Whitaker)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Com grande senso de humor, a direção da Petrobras escolheu comemorar os 70 anos da empresa no 'Salão Nobre' do Jornal Nacional, isto é, seu intervalo comercial.

Um curta documental, propaganda inédita, relatou, com bonitas imagens, todas as etapas da vida da petrolífera, desde seu advento com Getúlio Vargas, passando pelas outras fases, até a emocionante descoberta do pré-sal, aos dias de hoje.

continua após o anúncio

A ironia foi a empresa eleger o telejornal da Rede Globo para palco dessa celebração. O mesmo espaço jornalístico que, durante anos a fio, alardeou a situação 'calamitosa' que estaria vivendo a companhia, com um duto de dinheiro no cenário, representando roubos, desvios e toda a sorte de desonestidades, supostamente cometidos por ela, apregoando sua 'incompetência', o despreparo de seus técnicos, a 'mistificação' de seus balanços, suas 'medidas ineficientes', as 'gestões desastrosas', as 'gangues' instaladas em seus quadros e as descobertas 'fantasiosas' de petróleo, inclusive a de um 'fictício' pré-sal. 

E quando não deu mais para negar o petróleo abundante nas camadas subterrâneas do nosso mar, até com a quinta frota de Tio Sam dando plantão ao longo de nossa Costa marítima, atraída pelo odor da descoberta, a emissora desmereceu o achado, minimizando-o, e desqualificou os engenheiros, cientistas e técnicos da maior empresa do Brasil, que segundo ela não teriam 'competência' para realizar tamanha exploração.

continua após o anúncio

Altiva, superior e de bem com a vida, a Petrobras preferiu dar a outra face ao JN, numa festiva harmonia ao custo de R$ 4 milhões pagos ao Departamento Comercial da TV, o que inspirou a alguns espectadores mais sentimentais que a dupla de detratores-mór da petrolífera, Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, surgiria sorridente na tela para assoprar as velinhas do bolo. Não rolou. Só pode ter sido esquecimento.

Resposta da Petrobras - A Gerência de Imprensa da Petrobras, cordialmente, compartilha com esta colunista alguns esclarecimentos que julgou necessários, diante da nota publicada nesta quinta-feira sobre a publicidade da empresa na data comemorativa de seus 70 anos. Eis a transcrição da mesma:

continua após o anúncio

" A Petrobras esclarece que o lançamento do novo filme da companhia na TV aberta, em comemoração ao seu aniversário de 70 anos, teve como objetivo atingir o maior número possível de público, ao considerar uma cobertura potencial de mais de 96% dos lares (fonte: EDTV Kantar Ibope 2023).

Os programas jornalísticos da TV são considerados fontes de informação e credibilidade para a maioria da população, sendo constantemente selecionados para veicular grandes campanhas e datas comemorativas pelas marcas.

continua após o anúncio

Para a veiculação do filme de aniversário, no dia 03/10, foram consideradas inserções em programas jornalísticos, nas seguintes emissoras de TV Aberta: Jornal Nacional (TV Globo), Jornal da Band (TV Bandeirantes), SBT Brasil (SBT), Planeta Terra (TV Cultura), Jornal da Record (Record), Rede TV News (Rede TV) e Séries Noite (TV Brasil)."

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247