A carne fraca de um governo mais perdido que cego em tiroteio

Os prejuízos causados pela Operação Carne Fraca são infinitamente maiores do que possíveis benefícios com a descoberta das fraudes, pois além da perda de bilhões de reais também serão desempregados milhares de trabalhadores, na verdade as maiores vítimas de tudo isso

Michel Temer vai a churrascaria para defender qualidade da carne Brasileira
Michel Temer vai a churrascaria para defender qualidade da carne Brasileira (Foto: Ribamar Fonseca)

Golpistas e Lava-Jato, de mãos dadas, estão destruindo o Brasil. Atuando em duas frentes em ações contra os interesses nacionais, Temer de um lado e procuradores e Policia Federal do outro, o nosso país  vai murchando de maneira acelerada aos olhos do mundo, perdendo o espaço que havia conquistado no governo Lula. Temer, com a desculpa de promover reformas, e a Operação Lava-Jato, com o pretexto  de combater a  corrupção,  vão destruindo conquistas sociais e direitos dos trabalhadores e as principais empresas nacionais, lançando no olho da rua milhares de famílias. Não bastasse o desmonte da Petrobrás, com o leilão criminoso de seus ativos, e das empresas de construção civil, que haviam se projetado internacionalmente abrindo novos postos de trabalho para os brasileiros, agora atacaram o agronegócio, mais especificamente o negocio da carne, ameaçando tirar o Brasil do mercado externo, causando  prejuízos de mais de R$15 bilhões ao nosso  pais.

Alguém pode explicar por que isso está acontecendo? Afinal, a quem interessa a destruição de nossa economia, a desmoralização de nosso sistema político e jurídico e o retrocesso social do nosso país? O maior beneficiado, sem dúvida, são os Estados Unidos, não apenas do ponto de vista político (eles haviam perdido o domínio do Brasil nos governos petistas) mas, também, sob a ótica econômica, pois o nosso país cresceu de importância no campo do petróleo e no setor da construção civil, conquistando grandes obras em vários pontos do Globo, especialmente na América Latina e no Continente africano, deixando agora o espaço livre para as empresas americanas. O mesmo vai acontecer com o mercado de carnes a frangos que, depois da chamada Operação Carne Fraca, vai ficar tão fraco que pode morrer de inanição. Depois do estardalhaço feito em torno da operação da Policia Federal, com enorme repercussão no exterior, será muito difícil manter a posição que o Brasil desfrutava no mercado mundial de carnes.

Há quem acredite que todas essas ações danosas aos interesses nacionais, desencadeadas com o golpe de 2016 que destituiu Dilma da Presidência da República, teriam sido orquestradas de fora para dentro, obtendo aqui o apoio de maus brasileiros e traidores da pátria.  Não deixa de ser estranha, por exemplo, a estreita ligação entre o pessoal da Lava-Jato e organismos norte-americanos que investigam empresas brasileiras, fornecendo inclusive testemunhas de acusação.  E  não apenas os que executam as ações contrárias aos interesses do Brasil como, também, os que assistem de braços cruzados os acontecimentos, indiferentes aos estragos produzidos em nossa economia, são responsáveis pelos males causados ao país e a seu povo. Eles devem ser condenados pela História, mas isso não basta. Deveriam ser julgados e punidos por alta traição ao país, a começar por FHC, que privatizou até o subsolo brasileiro com a venda da Vale.

Os prejuízos causados pela Operação Carne Fraca são infinitamente  maiores do que  possíveis benefícios com a descoberta das fraudes, pois além da perda de bilhões de reais também serão desempregados milhares de trabalhadores, na verdade as maiores vítimas de tudo isso. Os "caçadores de corruptos", que buscam o estrelato com suas ações cinematográficas acompanhadas de perto pela televisão, estranhamente não atentaram para o grande mal causado ao país pela publicidade dada a  essa operação. Sempre tão preocupados em guardar sigilo quando estão envolvidos políticos ligados ao governo Temer ou aos tucanos, eles poderiam ter realizado a operação sem escândalo, punindo os responsáveis mas preservando a indústria nacional. Até porque das cinco mil unidades processadoras de carne do país apenas 20 constam como suspeitas de fraudes e só três foram confirmadas. Mais preocupados com a fama, porém, os responsáveis pela operação pouco se lixaram para as consequências desastrosas da sua ação.

O novo ministro da Justiça, Osmar Serraglio, acusado de tentar proteger o fiscal do Ministério da Agricultura apontado como o chefe da organização criminosa, deveria saber da operação na qualidade de chefe maior da Policia Federal. Neste caso, deveria ter impedido a publicidade em torno da operação, considerando as suas repercussões negativas no mercado internacional. No entanto,  se, por acaso, não foi informado, então não tem autoridade sobre a PF, o que o deixa em situação difícil no cargo onde foi recém-empossado. Aliás, ele vai precisar explicar as suas relações com o fiscal que  chamou de "grande chefe" no grampo feito pela Policia Federal,  quando ainda deputado. O fato é que por conta dessa desastrosa operação a Policia Federal vem sendo chamada de irresponsável mas, na verdade,  irresponsáveis são todos os que, direta ou indiretamente, participaram do espetáculo midiático, o que inclui a própria mídia e a cúpula da PF.

Para completar esse quadro doloroso para a economia e a imagem do país, o presidente postiço Michel Temer decidiu solucionar o grave problema  promovendo um jantar para diplomatas numa churrascaria em Brasilia, pretendendo com isso oferecer a idéia de que a carne brasileira é confiável. Ocorre que a churrascaria escolhida só serve carne importada, o que, longe de atenuar a situação, acabou por agravá-la. Temer é uma decepção todos os dias, especialmente para os que contribuíram para colocá-lo no Palácio do Planalto. A lista de jumentices  praticadas por ele cresce todos os dias.  Muitos daqueles que vestiram a camisa amarela da seleção e saíram às ruas para pedir a destituição de Dilma, que bateram panelas nas varandas gourmês ou postaram desaforos nas redes sociais a esta altura devem estar arrancando os cabelos pela burrada que fizeram e sofrendo as consequências da recessão, do desemprego, etc. Como as panelas ficaram mudas, provavelmente estão enfiadas em algum lugar. E a dor é muito maior.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247