A Copa da Vergonha

"Nenhuma Copa do mundo de Futebol tem um histórico tão vergonhoso quanto a atual. A Copa do Catar não deveria existir", critica Ivan Guimarães

www.brasil247.com -
(Foto: MARKO DJURICA / Reuters)


Nenhuma Copa do mundo de Futebol tem um histórico tão vergonhoso quanto a atual. Ela se dá no Catar, que diz ser um pais, mas é uma empresa, localizada na península arábica.  Um país tem um povo, que se identifica pela cultura e constrói uma identidade a partir disso. O que une as pessoas desse lugar, o Catar¿ O desejo de ganhar dinheiro¿

Essa verdadeira plataforma offshore é dirigida por uma família, os Al Thani. Seus negócios são principalmente com óleo e gás.  Mais recentemente tem feitos enormes investimentos no Turismo. Essa empresa existe há mais de150 anos. Começou sendo chamada de tribo e seu nomadismo causou muito preconceito entre os Europeus.   Vivian igual a outros povos ,da exploração do comercio, da agricultura e da coleta de perolas. Em 1916 com a queda do império otomano, a Inglaterra se apossa da região, que se torna um protetorado.  Em 1939 foi descoberto petróleo. A emergência da segunda guerra bloqueou o desenvolvimento dessa atividade. Com o fim da guerra em 1945; começa a exploração do petróleo. Em 1950 a população não passava de 25 mil pessoas, rapidamente a população começa a crescer, basicamente com estrangeiros. Começaram a entrar os lucros do Petróleo e o PIB chegou a 300 milhões em 1970. Se fossse um Pais, seria o mais rico do mundo, com PIB de US$ 180 bi, com 2,8 milhões de pessoas.

Em 1973 a família Al Thani foi oficializada como líder do Emirado, que se transformou num estado independente, uma monarquia autocrática, com sucessão hereditária.

E a crise do Petróleo, em 1974, levou o preço do petróleo as alturas, gerando lucros bilionários.

As gerações mais novas da família estudaram nas melhores escolas inglesas e americanas, e sabem que o Petróleo será substituído. Daí o ousado plano de criar um centro mundial de turismo e negócios, uma mistura de Las Vegas com Miami. Claro que se trata de um projeto mais que ambicioso.

Eles encontraram na Fifa, um parceiro a altura. maior ONG do mundo – dependendo do critério maior que a ONU – tem sido alvo de denúncias há anos. De fraudes com ingressos a propinas para a escolha das sedes das copas, há um pouco de tudo. 

Mas a escolha do Catar foi o ápice.  Um país sem nenhuma tradição em Futebol fica a frente dos EUA. Ficou evidente que havia algo errado. O FBI Investigou o assunto e o departamento de justiça norte americano concluiu que houve corrupção na FIFA, com o pagamento de milhões para a escolha do catar levando. Foram encontrados pagamentos irregulares a Michael Platini e houve a detenção deste e do presidente da FIFA Joseph Blaster, além de mais 14 dirigentes. As devoluções de recursos chegam a 1 bi de US$ `a FIFA.

A Copa do Catar não deveria existir. Milhares de violações dos direitos básicos dos trabalhadores, inclusive trabalho equiparado ao escravo, mortes e lesões permanentes ficam na esteira dessa insanidade. Mas não só isso. O desrespeito as mulheres é gigantesco. E como costumam agir as ditaduras mais sangrentas, o regime não aceita críticas. Ah, é um governo homofônico.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247