A desorganização do Palmeiras custará caro

Decisões simples poderiam ter mudado a história do alviverde paulista nesse ano

Decisões simples poderiam ter mudado a história do alviverde paulista nesse ano
Decisões simples poderiam ter mudado a história do alviverde paulista nesse ano (Foto: Luis Mauro Queiroz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Procurando por notícias do Brasileirão na internet vi o massacre do Serra Dourada e me assustei com o tal resultado.

O susto  veio do causador do massacre, o Goiás.

Pois caso a goleada se desse contra o Cruzeiro ou o São Paulo não seria tão chocante quanto foi frente ao Esmeraldino (sem qualquer desmerecimento, é claro). O jogo me fez dar conta do quão precário é o elenco palmeirense e como poderia ter sido melhor organizado neste ano.

Decisões simples poderiam ter mudado a história do alviverde paulista nesse ano -primeiramente o caso Gareca: tudo indicava que a diretoria queria um trabalho a longo prazo, com muitas contratações que mudariam a cara do time novamente.

Mas não foi isso que vimos.

Desesperados por melhores resultados demitiram o treinador com menos de vinte jogos no comando,  deixando mais de cinco jogadores estrangeiros indicados por ele para que o novo técnico cuidasse.

E do time que inova voltamos ao mais do mesmo. Dorival Júnior foi o contratado para salvar o time de cair para a segunda divisão.

Porém, depois de cinco jogos, o imediatismo não deu certo. O time está na lanterna do campeonato e o risco de cair está cada vez maior, a quinze jogos do fim do campeonato.

Decisões econômicas erradas já estão cobrando seu preço, como a saída de Kardec por causa de uma pequena parte de seu salário para o rival São Paulo. A chegada dos estrangeiros que podem não ser usados por outro técnico é mais um investimento mal calculado pela diretoria do verdão, que terá muito trabalho para pagar suas dívidas.

Se pegarmos o jogo contra o Goiás como exemplo, veremos como está  a questão de elenco do time:  dos onze em campo, apenas três jogaram a mesma partida no primeiro turno do Brasileirão.

Não há organização no Palmeiras.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email