A educação é um dos grandes desafios do governo Dilma

Estamos diante de um quadro em que a educação precisar ser olhada com mais afinco, diante das problemáticas no ensino médio em resultaram no mau desempenho do Ideb

Estamos diante de um quadro em que a educação precisar ser olhada com mais afinco, diante das problemáticas no ensino médio em resultaram no mau desempenho do Ideb
Estamos diante de um quadro em que a educação precisar ser olhada com mais afinco, diante das problemáticas no ensino médio em resultaram no mau desempenho do Ideb (Foto: Isac Mota)

Acompanhamos uma das maiores festas da democracia brasileira, em que foi reeleita por mais quatro anos a presidente Dilma Rousseff. Os desafios que tem pela frente são enormes, pois a população vem clamando por mudanças em setores estratégicos, que de uma forma ou outra afeta o andamento da economia, crescimento do país e a educação que deve acompanhar o desenvolvimento da nação.

O Brasil aprovou metas ambiciosas que valerão para os próximos dez anos, o Plano Nacional de Educação (PNE). Que irá determinar a melhoria no ensino de qualidade. Estamos diante de um quadro em que a educação precisar ser olhada com mais afinco, diante das problemáticas no ensino médio que resultaram no mau desempenho do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Vislumbramos um ensino médio sofrido, em que para alguns professores, fica muito difícil sanar erros que se tornaram nítidos nos anos seguintes. Já por outro lado, o ensino fundamental apresentou uma melhora significante, tanto que esses estudantes, que irão futuramente para o médio, não terão as mesmas dificuldades que os recentes alunos estão enfrentando. Alguns estados do país ainda estão tendo dificuldades com o ensino fundamental, em nível de leitura e escrita. Problemas que podem já ser resolvidos ao ser identificados.

A Constituição Federal obriga ao governo reservar 18% de sua arrecadação para educação. Este investimento ainda é insuficiente, sem contar que municípios também devem destinar para a educação um em cada 4 reais recolhido em impostos. O Brasil ainda precisa ampliar vagas para pré-escola e o ensino médio. Por isso uma das metas do PNE que merece atenção é a estratégia 20.10, a que dobrará os gastos com a educação até 2024. Os investimentos serão para setores da educação que precisam ser aprimorados. Sem esquecer-se da formação contínua dos professores, que ainda deixa a desejar, melhoria salarial e articulação dos gestores escolares, desenvolvendo metas, conferindo o que está dando certo e o que precisa modificar, a fim de conseguir uma qualidade de ensino mais eficaz.

É fato que a vitória da presidente Dilma é fruto também das políticas sociais implementadas a partir do governo Lula (2003 – 2010), em que podemos destacar as políticas educacionais, que deram certo. Dilma soube manter os projetos e criaram novos, como o Pronatec, (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). Uma boa fatia desse eleitorado atenderam as expectativas nas urnas. Muitos entendem que para romper a cadeia da pobreza, há essa necessidade de uma boa educação e ensino de qualidade. Essa nova classe média que foi amparada por programas como esses, sem esquecer-se do Prouni. Souberam responder bem e levou Dilma a mais 4 anos de governo.

Os gastos com ensino superior são exorbitantes, porém com ensino básico está acontecendo o contrário. Por mais que exista o programa Alfabetização na Idade Certa, ainda há crianças que têm dificuldades em aprender a ler e escrever até os 8 anos de idade. Sendo assim, os alunos chegam ao ensino superior sem aprender o ensino básico. Há uma necessidade de uma política de educação com uma formação alicerçada desde a pré-escola aos cursos de pós-graduação. A presidente tem um grande desafio pela frente, melhorar a escola pública desde a raiz até sua base essencial. Temos um grande desafio pela frente, mas nada é impossível. Não podemos desconsiderar que os programas deram certos sim, porem há lacunas na educação que carecem de revisões e aperfeiçoamentos.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247