A escolha de Kadu

Siga o Brasil 247 no Google News

Hoje, para estar por aqui, me utilizei de um expediente pouco ortodoxo na escolha do tema para essa crônica. Fiz um sorteio. Escrevi nos papeizinhos os diversos assuntos que rechearam as mídias brasileiras nas últimas semanas; os enclausurei numa caixa, sacolejei para cima e para baixo ao som da minha seleção musical spotifyana.  

Com o ritmo frenético da minha mão canhota, a caixa se abriu e os papéis voaram para todos os lados. Minha calopsita mais atrevida, a Kadu, que se encontrava pelo chão em busca de comer a ração do Elvis, o porquinho da índia, rapidamente pinçou um deles com o seu bico rosado e me deu o mote desse texto.   

Resolvi fazer dessa forma, não necessariamente com a participação da impetuosa de penas amarelas, porque o que acontece e aconteceu no Brasil nos últimos dias, nas últimas semanas, nos últimos meses e anos são extremamente relevantes para a compreensão e incompreensão do que estamos vivendo. E tudo com uma celeridade que ninguém dá conta. Em verdade, o país não nos dá folga, um dia sequer.  

PUBLICIDADE

Na caixa de papelão estavam o caso do assassinato do menino Henry, vítima da própria família; o Ciro Gomes que pediu para que o Lula saia da disputa eleitoral de 2022; a patética carta de condolências à Rainha Elizabeth remetida pelo mesmo natimorto candidato; os quase 370.000 mil mortos pela Covid19 e pelo Covard17; a elegibilidade do presidente Lula após votação no STF(...) São tantas as emoções que a moral do brasileiro é tal e qual um carrinho numa montanha russa. Vive-se por aqui com eternas borboletas no estômago.

No entanto, a minha pequena alada não iria me decepcionar, afinal, ela é um dos motivos de muita alegria nessa casa. A bicudinha pinçou a esperança por democracia e escolheu a elegibilidade do presidente Lula para essas linhas. Quanta emoção!

PUBLICIDADE

A perseguição política, jurídica e midiática por que Lula e sua família foram vítimas, que além de ter matado sua companheira de luta, D. Marisa, o impediu de ser candidato em 2018, o encarcerou por 580 dias, e levou o Brasil ao caos econômico e sanitário com o governo do Covard17, caiu por terra.

Um ex-bolsominion de Araraquara, antes anônimo e agora alçado a herói nacional, resolveu jogar no ventilador midiático a caca jurídica e os crimes que a quadrilha do Moro Imoral cometeu para incriminar um homem inocente. O hacker paulista ao entrar nas contas dos procuradores, juízes e desembargadores de Curitiba, descortinou toda a perversidade e desumanidade em relação ao presidente Lula. As mensagens vão das aberrações jurídicas à crueldade com os Lulas da Silva. O que antes era apenas convicção dos advogados do líder trabalhista ou suposta histeria dos esquerdopatas, passou a ser prova robusta da maior fraude jurídica de todos os tempos.

PUBLICIDADE

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou ilegal a competência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar casos contra Lula. Com isso, o ex-torneiro mecânico e ex-presidente recupera seus direitos políticos e poderá concorrer às eleições de 2022, uma das melhores notícias desses últimos anos. Obrigada, Kadu, por me lembrar que em meio a tanta vicissitude, a esperança insiste em acenar para o Brasil.  

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email