A Geração Alpha e a nova realidade dos bancos

Os Alphas, nascidos a partir de 2010, são caracterizados por terem uma forte consciência social e econômica e demandarem informações precisas

www.brasil247.com - Chega ao mercado nesta segunda-feira, 5, o projeto Next, banco 100% digital e voltado ao público, num projeto desenvolvido há dois anos pelo Bradesco; para fazer frente a startups financeiras que já viraram referência, como a NuBank, especializada em cartão de crédito, o Next aposta em um leque completo de serviços bancários oferecidos sem necessidade de o cliente comparecer a uma agência ou assinar qualquer documento; Next também incentivará o cliente a definir metas financeiras que pretende cumprir, como a aquisição de um determinado bem
Chega ao mercado nesta segunda-feira, 5, o projeto Next, banco 100% digital e voltado ao público, num projeto desenvolvido há dois anos pelo Bradesco; para fazer frente a startups financeiras que já viraram referência, como a NuBank, especializada em cartão de crédito, o Next aposta em um leque completo de serviços bancários oferecidos sem necessidade de o cliente comparecer a uma agência ou assinar qualquer documento; Next também incentivará o cliente a definir metas financeiras que pretende cumprir, como a aquisição de um determinado bem (Foto: Aquiles Lins)


A geração Alpha (nascidos a partir de 2010) tem hábitos de consumo e demandas que se diferenciam das gerações anteriores. Os Alphas são caracterizados por serem e terem uma forte consciência social e econômica, demandarem informações precisas, diversidade, inclusão e apesar de serem nativos digitalmente, não são exclusivos. Eles querem operar nos mundos digital e físico.

É um desafio que está exigindo um novo olhar das instituições financeiras. Não basta apenas oferecer um bom serviço (digital e físico), é necessário haver troca, propósito, senso de pertencimento, e - acima de tudo - pragmatismo e atenção em relação às finanças dos seus clientes, com experiencias digitais personalizadas, fluidas, leves e sem barreiras. 

Os Alphas são uma geração mais consciente e financeiramente inteligente e os bancos digitais estão de olho nessa geração que já é bem apegada a finanças. Nextjoy (Bradesco), Blu (BS2), Conta Kids (Inter), C6 Yellow (C6) Z1, NG, Mozper e o próprio NuBank são exemplos de instituições financeiras que já possuem ou estão estudando produtos para essa geração.

Os Alphas são jovens que cuidam do seu próprio dinheiro, tem por natureza o hábito de fazer buscas e pesquisas na internet e, portanto, analisam os produtos com cuidado antes de fazer uma compra, principalmente no ambiente digital. Informação e conhecimento é poder, e eles são uma geração que tem esta consciência desde cedo.

Assim, a educação financeira infantil parece ter tomado a atenção das instituições financeiras e especialmente dos bancos digitais no último ano, e é uma tendência que veio para ficar. A instituições financeiras perceberam a necessidade de se reinventar e abocanhar parte deste mercado.

Isso não ocorre somente porque o tema agora é parte obrigatória da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), mas também porque as instituições financeiras perceberam que este público está se tornando parte relevante da população economicamente ativa e valorizam fortemente o consumo responsável e a expressão da sua identidade.

Este mês, a Powpay, uma Edutech/Fintech que dá aos Alphas a possibilidade de ter uma carteira digital apta para controlar gastos e praticar educação financeira através de conteúdos e experiência prática (abordagem construtivista) patrocinou a 1ª Semana da Educação Financeira Infantil. O evento inédito e gratuito foi coordenado pela especialista Priscila Rossi e contou palestrantes de peso como Gustavo Cerbasi, Maya Eigenmann e Vera Rita de Mello Ferreira.

Os Alphas ainda transformarão muitos mercados e modelos de negócio estabelecidos. É gratificante ver que - mesmo ainda jovem - essa geração já está gerando uma mudança na estratégia das instituições financeiras e causando um impacto positivo na formação e manutenção da renda das próximas gerações. Tomara que essa tendência se fortaleça!

  

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email