A lei não é para todos. Moro não quer ouvir delator da Odebrecht

Os advogados de defesa do ex-presidente Lula solicitaram ao juiz Sergio Moro que ouvisse o ex-advogado da Odebrecht, Rodrigo Tacla Durán, que delatou o advogado Zucolotto, o melhor amigo de Moro. Tacla acusou Zucolotto de oferecer redução de multa em troca de dinheiro. Sergio Moro, ao contrário de sua postura em relação a todos os outros delatores, aos quais sempre deu ouvidos, se recusou a ouvir Durán

Rodrigo tacla Duran
Rodrigo tacla Duran (Foto: Miguel do Rosário)

(originalmente publicado no Cafezinho)
 
Os advogados de defesa do ex-presidente Lula solicitaram ao juiz Sergio Moro que ouvisse o ex-advogado da Odebrecht, Rodrigo Tacla Durán, que delatou o advogado Zucolotto, o melhor amigo de Moro.

Tacla acusou Zucolotto de oferecer redução de multa em troca de dinheiro.

Sergio Moro, ao contrário de sua postura em relação a todos os outros delatores, aos quais sempre deu ouvidos, se recusou a ouvir Durán.

A condenação de Lula, em sentença assinada por Sergio Moro, foi inteiramente baseada na delação de Leo Pinheiro, que falou sem compromisso de dizer a verdade, e que havia, anteriormente, inocentado completamente o ex-presidente. Após mais alguns meses preso e ter seu pedido de habeas corpus negado, Pinheiro aceitou a oferta de Sergio Moro e procuradores, para contar mentiras a respeito de Lula, mesmo sem possuir nenhuma prova.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Lula volta a frustrar Moro, Rede Globo e PSDB
Mauro Nadvorny

Não é o Lula, é o Lula

Ninguém pode ser condenado sem trânsito em julgado. Em outras palavras, um culpado de um crime qualquer, só pode cumprir sua pena, quando tiver sua condenação confirmada e todos os recursos negados...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247