CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Bepe Damasco avatar

Bepe Damasco

Jornalista, editor do Blog do Bepe

581 artigos

blog

A má-fé como a mídia comercial trata a "polarização"

"A tal radicalização dos dois polos é mais do que uma mentira grosseira. É manipulação pura, com nítidos objetivos políticos", diz Bepe Damasco

Bolsonaro e Lula (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino | Ricardo Stuckert)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Quantas vezes você já ouviu ou leu que o grande problema brasileiro dos dias que correm é a polarização entre os extremos? Na esteira desta falsa equivalência, os conservadores repetem esse mantra a exaustão, seja através de seus porta-vozes na imprensa comercial ou por meio de análises políticas rasas feitas por intelectuais que mal disfarçam seu antipetismo.

Menos mal se esse diagnóstico tivesse alguma base na realidade e expressasse um posicionamento do centro político. Mas não é isso que ocorre. A tal radicalização dos dois polos é mais do que uma mentira grosseira. É manipulação pura, com nítidos objetivos políticos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

É preciso muita má-fé e falta de compromisso com a verdade factual (pedindo emprestada a expressão do Mino Carta) para colocar no mesmo saco Lula e Bolsonaro, petismo e bolsonarismo.

As coisas acontecem assim:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

1) Um lado defende a democracia, enfrenta e derrota uma tentativa de golpe, além de governar com absoluto respeito às regras democráticas, zelando pela consolidação do estado de direito. O outro passa quatro anos investindo contra as instituições, se insurge contra o resultado das urnas, promove concentrações golpistas em frente aos quartéis, incendeia carros e ônibus no dia da diplomação de Lula e coloca bomba no aeroporto de Brasília.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

2) Lula construiu sua carreira política rigorosamente dentro dos limites democráticos. As greves históricas que liderou emparedaram a ditadura. Foi preso e desempenhou papel central na luta pela redemocratização do país, com participação destacada na campanha pelas eleições diretas e pela convocação de uma assembleia nacional constituinte. Bolsonaro ameaçou colocar bombas em quartéis e foi expulso do Exército. Como deputado parasita por muitos anos, fez do seu mandato uma tribuna de defesa da tortura, da ditadura e trincheira para ataques às mulheres, às comunidades LGBTQIA+, aos indígenas, aos negros e aos direitos humanos mais elementares.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

3) Embora seja o maior vencedor de eleições presidenciais no Brasil, com três vitórias, fora quando elegeu sua sucessora, Lula perdeu três eleições para presidente. Acatou o resultado, foi para a casa lamber as feridas e depois liderou a oposição. Bolsonaro fez campanha contra a higidez das urnas eletrônicas, violou a regra de ouro do sistema democrático ao não aceitar a vitória do adversário, além de não passar-lhe a faixa presidencial e fugir do país.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

4) Lula, uma liderança reconhecida em todo o planeta, rapidamente recoloca o Brasil em lugar de destaque na cena mundial, retomando o protagonismo da diplomacia do país nas discussões globais. Bolsonaro cobria o Brasil de vergonha nas reuniões e assembleias das quais participou no exterior e era desprezado em todos os encontros, fazendo com que o Brasil amargasse a condição humilhante de pária internacional.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

5) Um lado recupera a condição de instituições do Estado brasileiro da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Nas forças armadas, mesmo com as dificuldades ainda presentes, está em curso um bem-vindo processo de profissionalização e despolitização. O outro lado insuflou o tempo inteiro o golpismo dos militares e transformou a PF e a PRF em instrumentos de ação política e eleitoral.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

6) O governo Lula devolveu ao país estabilidade e previsibilidade econômica, aprovando, mesmo sem maioria parlamentar, um novo arcabouço fiscal, uma reforma tributária sonhada há mais de 30 anos, além de tributar fundos exclusivos dos ricos e as offshores. Tudo isso, com inflação em queda e menor desemprego desde 2014. O governo Bolsonaro destroçou as contas públicas com o rombo de R$ 500 bilhões causado pela distribuição de dinheiro sem precedentes na história do país, para tentar a reeleição sobre pau e pedra. Desemprego e inflação em alta foram duas das marcas registradas do governo Bolsonaro.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

7) Um lado tem uma ministra da Cultura que zela pela cultura, uma ministra do Meio Ambiente que defende as florestas, um ministro dos Direitos Humanos comprometido com os direitos humanos e uma ministra da Saúde que se pauta pela ciência . O outro escolhia ministros com base no critério da capacidade de solapar e sabotar as atividades fins de suas pastas.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

8) Um lado defende a vida. O outro tem responsabilidade direta pela morte de muitos dos 700 mil brasileiros e brasileiras que morreram de covid-19.

Ah, mas a polarização é o grande problema do país.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO