A pior lorota do PSDB: entregou a economia arrumada

Agora voltamos ao cenário de crise parecido ao que vivemos no segundo mandato do FHC (só que sem quebrar) e se fala em "maior crise da história", isso num país que já ficou insolvente no mínimo dez vezes desde 1988

Boato e falsificação é o que mais circula pelas redes sociais, mas poucos me deixam tão incomodado quanto a lorota de que o PSDB entregou a economia do Brasil arrumada ao governo Lula.

A "desarrumação da casa" foi o que levou o Lula a ganhar em 2002. Reconheço que o Plano Real deu racionalidade à economia brasileira. Mas o Plano Real tem sucesso até 1998, o que vem a seguir é o ajuste fiscal do FMI (o tripé de regime de metas de inflação, responsabilidade fiscal e câmbio flutuante vem dessa época) que foi imposto depois que o país foi quebrado pela gestão FHC - que segurou o câmbio artificialmente para ser reeleito.

Mesmo por que com FHC antes das quebradeiras o câmbio era fixo até o limite da reeleição e os déficits nas contas do governo se tornaram carne de vaca e entre 98 e 2000 a inflação supera o centro da meta anualmente (em 2001 e 2002 ela estoura em muito a meta, na verdade).

Entre 98 e 2002, o Brasil recorreu três vezes ao FMI somando mais de US$ 28 bilhões em empréstimos. Nesse meio tempo teve de tudo: presidente do Banco Central preso, maior índice de desemprego de nossa história e uma crise de confiança no Brasil inacreditável no exterior (mesmo com um governo que era encarado como um discípulo fiel do Consenso de Washington).

No último ano do governo FHC a Bolsa de Valores e o dólar eram pressionados diariamente numa crise que os tucanos e seus parceiros na imprensa apelidaram de "efeito Lula", na verdade era uma maneira do PSDB jogar com o medo e tentar eleger seu candidato e do mercado financeiro enquadrar o PT. Deu certo a segunda opção. Tão certo que foi o governo petista que saldou a dívida com o Fundo Monetário e deixou de ser devedor dela para se tornar credor.

Agora voltamos ao cenário de crise parecido ao que vivemos no segundo mandato do FHC (só que sem quebrar) e se fala em "maior crise da história", isso num país que já ficou insolvente no mínimo dez vezes desde 1988. O Brasil ainda consegue pagar suas contas e muito do terrorismo atual tem a ver com um esforço para enquadrar a economia brasileira e forçar a venda de patrimônio.

Houve muito erro do governo Dilma, sem dúvida, mas esse papo de que o "PT quebrou o país" é uma mentira, das mais deslavadas e faz parte da ação por um golpe de Estado ao estilo paraguaio.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247