Agnelo Pacheco não fez o slogan “Marta e Michel em São Paulo e no Brasil”

(Foto: Alex Solnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

No final da festa de filiação de Marta Suplicy ao PMDB, sábado passado, no Tuca, em São Paulo, eu perguntei ao publicitário Agnelo Pacheco se tinha sido ele o autor do slogan entoado pela plateia "Um, dois, três, quatro, cinco, mil. Marta e Michel, em São Paulo e no Brasil".

Perguntei duas vezes. Ele fez um sinal afirmativo com a cabeça, acompanhado de um sorriso e por esse motivo eu publiquei essa informação no meu post de ontem.

Hoje, no entanto, recebo um telefonema da secretária do Agnelo. Diz ela que o publicitário, que já dirigiu muitas campanhas eleitorais, não tem nada a ver com o slogan e que teria respondido afirmativamente à minha pergunta sem tê-la compreendido.

Faço minhas, portanto, as palavras de Agnelo: não foi ele quem fez o slogan. E peço desculpas a ele e aos leitores pela confusão.

O conteúdo do slogan é que não pode ser desmentido. Ele fala por si só. Diz ele, explicitamente, que o PMDB tem dois projetos prioritários: Marta em São Paulo e Temer no Brasil.

Não se pode acusar o slogan de golpista. Ele não fala em datas. E até obedece a uma certa cronologia: Marta, que vem em primeiro lugar, está reservada para as eleições de 2016 e Temer para logo depois, em 2018.

Ele deixa claro, no entanto que os dois são candidatos do PMDB, cada um a seu tempo, cada um na sua raia.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247