Aha, uhu se o Fachin é de vocês... O Maraca é nosso!

O gotejar das denúncias contra Sérgio Moro, divulgadas pelo site intercept que apresentam forte ligação de Moro com os procuradores da operação Lava Jato caem com o peso de uma bola de ferro sobre a cabeça do ex juiz e agora ministro bolsonarista, provocando rachaduras irreparáveis na sua imagem

(Foto: Adriano Machado - Reuters)

O gotejar das denúncias contra Sérgio Moro, divulgadas pelo site intercept que apresentam forte ligação de Moro com os procuradores da operação Lava Jato caem com o peso de uma bola de ferro sobre a cabeça do ex juiz e agora ministro bolsonarista,  provocando rachaduras irreparáveis na sua imagem.

Estar ao lado de Sergio Moro agora é receber junto com ele essas pancadas, diga-se de passagem, merecidas e até tardias. 

Diante desse jogo tão cheio de falcatruas onde o ex juiz teve a função de centro avante e atacante além de apitar qualquer possibilidade de defesa do time adversário o Brasil foi o maior prejudicado. Fato que se explica quando observamos o cenário caótico e vexaminoso do atual governo.

Porém este juiz só não contou com a reação da torcida, que mesmo diante do resultado e tendo, Moro,  dado o jogo como encerrado, esta torcida não abandonou o seu time: Reivindicou, apontou, persistiu, não aceitou a roubalheira, e agora como no arbitro de vídeo, toda a obscuridade e manobras do juiz vem aparecendo.

Agora, saindo da analogia e indo às quatro linhas, de fato, para este dia 07 de julho está marcada a final da Copa América. O jogo será disputado entre Brasil e Peru no Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro. A menção do tal jogo nada tem a ver com o entusiasmo da partida, mas pelo fato de Jair Bolsonaro afirmar que levará o Ministro Sérgio Moro ao Maracanã. 

“Calma lá peruanos, ele não é mais juiz e também não apitava jogos de futebol.”

Mas enfim, a estratégia kamikaze de Jair Bolsonaro tem como objetivo “testar” a popularidade do ex juiz. Já cheguei a mencionar que quando o assunto é queda em popularidade Moro e Bolsonaro se mostram bem empenhados nessa empreitada. 

Talvez Bolsonaro queira dividir a vergonha passada no Estádio do Mineirão quando foi vaiado ao entrar em campo para dar a volta olímpica após a partida entre Brasil e Argentina na Copa América.

Mas retornando ao ex juiz, Moro se reduz, como nas palavras sábias de Lula a um boneco de barro. Para este domingo dia 7 de julho, Moro pode se tornar alvo da insatisfação e repulsa, diante das últimas mensagens divulgadas o que previsivelmente não vai (nem pode) faltar é o famoso grito “juiz ladrão” , que dessa vez não seria direcionado ao juiz que vai apitar na partida entre Peru e Brasil, (como acontece algumas vezes em partidas de futebol quando torcedores se sentem prejudicados por alguma atitude do juiz que venha prejudicar seu time) mas ao ex juiz e atual ministro Sérgio Moro, que a proposito  vale aqui deixar um recado:

Se o Fachin é de vocês... Aha uhu, o Maraca é nosso!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247