AI-5 – declaração infeliz ou início agudo do golpe?

Na minha família por parte de mãe, primo legítimo dela, existe o caso de Umberto Albuquerque Câmara Neto.Ele era estudante de medicina da Universidade Federal de Pernambuco, e dentre uma de suas reinvidicações no movimento estudantil, era o da melhoria no Hospital das Clínicas

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Na minha família por parte de mãe, primo legítimo dela, existe o caso de Umberto Albuquerque Câmara Neto.

Ele era estudante de medicina da Universidade Federal de Pernambuco, e dentre uma de suas reinvidicações no movimento estudantil, era o da melhoria no Hospital das Clínicas.

Acabou por se destacar na política estudantil, e está na lista de desaparecidos políticos do livro: “Brasil Nunca Mais.”.

Não quero falar dele, em específico, pois sua mãe ainda viva, foi a primeira na história brasileira a receber a idenização pelos reparos da ditadura no golpe de 1964.

Depois se descobriu todos os detalhes de sua morte.

Umbertinho era conhecido carinhosamente pelos pais e demais parentes.

Daí vem o deputado federal pelo estado de São Paulo mais votado da história brasileira, filho do inominável, igualmente inominável, dar as declarações que me deixou tão estarrecido, que ainda não dormi, e são três e meia da manhã.

Hoje existe o DAMUC ( Diretório Acadêmico de Medicina Umberto Câmara Neto.).

Na Universidade em que ele estudou.

Meu último artigo foi sobre Raul Seixas e quando falei da “Metamorfose Ambulante”, confesso que essa foi para arrebentar.

Não consigo me reinventar.

Estou desnorteado, desorientado, estou sofrendo ataques, e pasmem, até a própria família praticamente inteira, a minha, parte de pai e mãe, votou no inominável.

Isso já é estratégia golpista?

Se isolam do mundo e o golpe está armado?

Será que hoje da minha janela verei ao clarear do dia, tanques de guerra nas ruas?

Serei preso, morto ou torturado?

Pulo fora logo deste país?

Dúvidas, dúvidas.

Já saí de grupo de família de wathsapp, eu de fato estou tão atordoado com o que li, que gente, até o candidato de direita à presidência do Uruguai, pediu para o inominável não declarar apoio à ele.

E não é fake news.

Trump parece que se safou…

Umbertinho, em sua memória, escrevo este texto, pois sei que o seu sangue corre nas minhas veias.

Quanto a mim, quem se importa?

Sou um insignificante perante gigantes milicianos.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247