Aldir Blanc: chora meu pai, Marias e Clarisses

Esse artigo é em homenagem a duas pessoas: Aldir Blanc, um dos maiores letristas do Brasil, que morreu nesta segunda, e ao meu pai, admirador de Aldir e um nobre militante das causas sociais

"No momento em que escrevo, o delator Roberto Jefferson continua solto. Consta que o bravo tribuno Barbosinha disse: “Não tenho mais pressa”. Se isso for verdade, a Cega anda viciada e uns são mais condenados do que outros", diz o compositor e letrista
"No momento em que escrevo, o delator Roberto Jefferson continua solto. Consta que o bravo tribuno Barbosinha disse: “Não tenho mais pressa”. Se isso for verdade, a Cega anda viciada e uns são mais condenados do que outros", diz o compositor e letrista (Foto: Leonardo Attuch)


Esse artigo é em homenagem a duas pessoas: Aldir Blanc, um dos maiores letristas do Brasil, que morreu nesta segunda, e ao meu pai, admirador de Aldir e um nobre militante das causas  sociais. 

Meu pai, seu Edson, carioca duro na queda, hoje me ligou cedinho (coração vem na garganta quando recebo ligação de Minas fora de hora).

"Eu precisava desabafar. Você não tem noção do quanto o Aldir foi importante para minha geração. Hoje eu estou verdadeiramente triste", disse seu Edson. 

Jovens dos anos 80, jovens da diretas já, que clamavam o fim da ditadura militar. Meu pai estava ali, lutando, participando de passeata, plenária, o escambal. 

Aldir também, embalando tantas lutas e sonhos.

E Aldir seguiu embalando outras gerações, incluindo a minha, que luta por um mundo mais generoso, justo, igualitário. 

Nesta segunda chora meu pai, choram também Marias e Clarisses. 

Que perda, meus amigos.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247

Cortes 247