Alô, Heleno, bola de cristal não encontrada droga!

A declaração do ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, insinuando que precisaria de bola de cristal para adivinhar onde encontrar droga, é no mínimo bizarra

O general da reserva Augusto Heleno, indicado para ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), fala à imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabinete de transição de governo.
O general da reserva Augusto Heleno, indicado para ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), fala à imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabinete de transição de governo. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABR)

A declaração do ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, insinuando que precisaria de bola de cristal para adivinhar onde encontrar droga, é no mínimo bizarra. 

Ele disse que "só se o GSI tivesse bola de cristal” seria possível prever o carregamento de drogas na aeronave da comitiva presidencial. É inacreditável que ele tenha tido a coragem de soltar essa frase. 

Atenção, General Augusto Heleno: não era um baseado no bolso de alguém (que talvez até houvesse...). Eram 40 quilos de cocaína! No avião da comitiva do presidente da República do Brasil!!! Poderiam ser 40 quilos de TNT. 

Poderiam ser 40 quilos de panfletos contra o governo. Poderiam ser 40 quilos de lixo atômico. Ou poderiam ser 40 baseados de maconha. Vai deixar barato na segurança? Não controla nada? Deixa a comitiva presidencial entregue à própria sorte? Como é que a segurança espanhola conseguiu encontrar o que o GSI não conseguiu? (Aliás, nem tentou...) O que significa exatamente Gabinete de Segurança Institucional?

General, o real é que esse governo nos expõe, diariamente, a uma vergonha atrás da outra. Não foi à toa que a chanceler alemã, Angela Merkel, declarou, diante do parlamento alemão, que acha "dramático o que acontece atualmente no Brasil". E que aproveitará o encontro do G20, para falar isso com “palavras claras ".

A imagem internacional do Brasil está virando lixo. Nas últimas décadas, general, o nosso país tinha conseguido consolidar internacionalmente a imagem de um país preocupado com o meio ambiente, pacifista, não intervencionista, capaz de dialogar com diversos e defensor de órgãos multilaterais, como a Organização das Nações Unidas (ONU). 

Isso se chama softpower, algo muito poderoso a nosso favor. E o que temos hoje? Um governo que joga contra, ameaça o prestígio internacional do país, expõe todos nós ao ridículo. Isso, sim, é uma droga!

Ao vivo na TV 247 Youtube 247