Alô, Janot, chega de procrastinação!

A arapuca era para pegar Dilma e Temer, mas também acabou pegando Aécio. Do ponto de vista político, o presidente nacional do PSDB está fora de combate para a disputa presidencial de 2018. Agora só falta Janot parar com a procrastinação pró-PSDB. Já está pegando mal…

A arapuca era para pegar Dilma e Temer, mas também acabou pegando Aécio. Do ponto de vista político, o presidente nacional do PSDB está fora de combate para a disputa presidencial de 2018. Agora só falta Janot parar com a procrastinação pró-PSDB. Já está pegando mal…
A arapuca era para pegar Dilma e Temer, mas também acabou pegando Aécio. Do ponto de vista político, o presidente nacional do PSDB está fora de combate para a disputa presidencial de 2018. Agora só falta Janot parar com a procrastinação pró-PSDB. Já está pegando mal… (Foto: Esmael Morais)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Depois de Aécio Neves (PSDB-MG) ser superdelatado pela Odebrecht não faz mais sentido a procrastinação do procurador-geral Rodrigo Janot.

Vamos dar uma forcinha para o engavetador-geral tucano:

Fato 1 – Marcelo Odebrecht disse em depoimento ao TSE que Aécio Neves pediu R$ 15 milhões em propina. Nas planilhas apreendidas pela PF, consta que “Mineirinho” — apelido do senador tucano — levou os 15 milhões.

Fato 2 – Em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura Benedicto Junior disse que a empresa repassou R$ 9 milhões via caixa dois ao PSDB em 2014, após pedido de doação oficial do senador Aécio Neves.

A arapuca era para pegar Dilma e Temer, mas também acabou pegando Aécio.

Do ponto de vista político, o presidente nacional do PSDB está fora de combate para a disputa presidencial de 2018.

Agora só falta Janot parar com a procrastinação pró-PSDB.

Já está pegando mal…

Ou ainda só os petistas são alvos seletivos da Lava Jato?

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247