Animais de grande porte aguardam helicóptero para içá-los em Brumadinho

Há diversos animais soterrados onde as equipes de resgate não podem chegar. É preciso imediatamente que seja cobrado da mineradora, um helicóptero capaz de içar os animais de grande porte que estão cobertos de lama; sem isso, eles morrerão

Animais de grande porte aguardam helicóptero para içá-los em Brumadinho
Animais de grande porte aguardam helicóptero para içá-los em Brumadinho
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Os desmoronamentos na Vale não são acidente ambiental, é crime. Chega deste lobby marqueteiro para distorcer a verdade.

A negligência da mineradora e o fechar de olhos dos órgãos governamentais, já levou a vida de mais de 250 pessoas e incontáveis animais.

Brumadinho, Belo Horizonte (MG)

Centenas de famílias perderam suas casas e entes queridos em mais uma vasta região que antes era riqueza natural e, neste momento, está coberta de lama devido às sequência de desmoronamentos de mais 3 barragens da mineradora Vale. Há diversos animais soterrados onde as equipes de resgate não podem chegar. É preciso imediatamente que seja cobrado da mineradora, um helicóptero capaz de içar os animais de grande porte que estão cobertos de lama; sem isso, eles morrerão.

Num vídeo divulgado na conta da ativista @luisamell neste sábado (26), é possível ver, com muita dificuldade e apenas pelo volume corporal e os olhos abertos, o semblante de vacas cobertas pela lama tóxica.

Não é a primeira vez que isto acontece; trata-se de uma devastação recorrente, uma tragédia prevista e anunciada. Desde Mariana nada é feito. Ambientalistas já haviam emitido um alerta para suspensão de 45 barragens e intervenções de engenharia emergencial para evitar novos vazamentos. O que fizeram? Nada! Os resultados continuam sendo contaminados por uma indústria capitalista e sanguinária.

Não há fiscalização, nem políticas de prevenção. A certeza da impunidade abraça os responsáveis que exploram, extraem, destroem, contaminam, matam. Até quando?

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247