Aos palestinos só resta a voz

A jornalista Hildegard Angel lamenta o 'desprezo pela vida humana' na Faixa de Gaza

Faixa de Gaza
Faixa de Gaza (Foto: REUTERS/Shadi Tabatibi)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Nada mais pungente e devastador do que essa imagem e essa súplica, feita por megafone na torre da Mesquita, na escuridão de uma cidade sem eletricidade, sem água, sem remédios, sem defesa, sem proteção, anunciando aos seus infelizes habitantes, que ainda restam vivos, que a comunicação com o mundo foi cortada, que agora só lhes sobra, única e exclusivamente, a proteção de Deus, de seu Deus, Alah, e faz a súplica aos que ainda vivem que se reúnam para juntos orar, implorando ao seu Deus que os guardem, que os salvem, que os socorram. Pior do que as milhares de imagens que circulam de braços e pernas de crianças resgatados sob os destroços dos bombardeios, das quais sabemos os nomes pois estão escritos a caneta na pele dos trucidados, pior do que ver cabeças de bebês explodidas como lagoas de sangue, pior do que ver meninos abraçados aos cadáveres de suas mães chorando compulsivamente, pior do que todas as visões de horrores inconcebíveis, das covas coletivas cobertas com a areia daquele deserto pelas pás dos tratores, imagens coloridas que só nos evocam as terríveis fotos em preto e branco daquele outro holocausto, o do nazismo, que marcaram a ferro quente, e para sempre, nossas consciências, a consciência das gerações posteriores à Segunda Guerra Mundial, e agora vemos se repetir o mesmo desprezo pela vida humana, a mesma frieza, os mesmos rituais macabros, e em poucas horas, após o ataque por terra desta madrugada, leio que já foram exterminadas mais três mil crianças e mais duas mil mulheres e o que lhes resta como defesa agora é somente a voz, esse grito na torre da Mesquita, na escuridão. Sobraram a voz, o grito, o choro. Segue aqui minha indignação sem revisão sem vírgula sem ponto e vírgula sem fazer parágrafo. O desespero não tem pontuação. Ah, dor!


continua após o anúncio
gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

continua após o anúncio
gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

continua após o anúncio
gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

continua após o anúncio
gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

continua após o anúncio
gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

continua após o anúncio
gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

continua após o anúncio
gaza
Faixa de Gaza. Foto: Reprodução

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247